Carros caros, salários chorudos e esquecimentos convenientes

Viatura de luxo atribuida pelo presidente da Câmara de Gaia ao seu chefe de gabinete.

Está a completar-se um ano sobre o dia em que o gabinete do ministro Vieira da Silva garantia ao jornal Público que “estava a apreciar” um pedido de auditoria ao funcionamento e às contas da Cooperativa Sol Maior, fundada pelo actual presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, e de cujos órgãos sociais fazem parte seus familiares directos, a sua adjunta na Câmara Municipal e o seu chefe de gabinete. Este último, aliás, representando bem o exemplo do que é para o presidente da Câmara falida de Gaia o “respeito pelo dinheiro do povo”, quando lhe atribuiu para uso total uma viatura de luxo BMW, conforme se pode ver na imagem. Seguindo o argumentário da presidente demissionária da Raríssimas, presume-se que o chefe de gabinete do autarca de Gaia não se possa fazer transportar como qualquer comum cidadão de uma cidade falida. Tem que ser com estilo.

O Público tinha noticiado que a mulher do presidente da Câmara tinha passado de um salário de 475 para 2343,71 euros em apenas cinco anos. Mas que tinha sido sobretudo a partir do momento em que Eduardo Vítor Rodrigues assumira funções como presidente da autarquia que o salário da sua mulher conhecera sucessivos aumentos. Na ocasião, o autarca desdobrou-se em desculpas, todas elas falsas, para tentar justificar o salário de 2343,72 euros auferido pela sua mulher numa IPSS fundada por si próprio e à qual agora, enquanto presidente da Câmara, entregara o negócio das ATL nas escolas do concelho, além de outros subsídios de legalidade questionável.

[Read more…]

Raríssima, urgente e na gaveta

O Ministro Vieira da Silva é uma pessoa respeitável e certamente um dos mais experientes governantes no activo, com um curriculum na área do Trabalho e da Segurança Social que poucos  políticos portugueses podem exibir.

As notícias vindas a público nos últimos dias devem ser lidas e interpretadas no contexto específico da IPSS em causa e das irregularidades de que a sua direcção é acusada, mas não pode ocultar-se o facto de que, nos últimos meses, foram vários os casos de alegada corrupção envolvendo Instituições Particulares de Solidariedade Social, circunstância que lança a suspeita sobre todo o Terceiro Sector e as redes de influência económica e política que a ele estão ligadas.

[Read more…]

Sobre o comportamento de cidadãos investidos em funções públicas

A política externa é uma das mais importantes vertentes do governo de qualquer Estado. É assim desde que há Estado e era assim mesmo antes de o Estado existir. A sua importância releva não apenas da evidência do mundo, lugar plural onde a humanidade evolui de acordo com as características do tempo, do lugar e do modo, mas também da necessidade de partilha, comunicação e construção que essa experiência traz, sendo isso, afinal, que toma o nome de civilização.
Depois de a política externa nascer de uma necessidade primária de convivência e conhecimento, ela dirige igualmente a troca, os momentos diversos onde se manifesta a influência que uns povos exercem sobre os outros e o modo como, necessariamente, defendem em face deles a sua própria visão do mundo e a estratégia de crescimento nele.

[Read more…]

Infarmed: o regresso do papão “elitista de Lisboa”

Ou como dizer nada sobre coisa nenhuma.

Nemo iudex in causa sua

A Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), a cuja Assembleia Geral preside a Procuradora-Geral Adjunta, a Exma. Sra. Dra. Maria Cândida Almeida, instituiu o prémio Teresa Rosmaninho, destinado a premiar trabalhos realizados por estudantes de Direito, cujo tema se insira na área dos Direitos Humanos das Mulheres.

O valor pecuniário do prémio, segundo o seu Regulamento, é de mil euros, doados por António Rocha, herdeiro de Teresa Rosmaninho e actualmente a exercer funções de chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, funções essas que acumula com as de vogal da direcção da Cooperativa Sol Maior.

O júri que decide a atribuição do prémio Teresa Rosmaninho é composto por três elementos, um dos quais é o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e também fundador da Cooperativa Sol Maior, o Dr. Eduardo Vítor Rodrigues. Da direcção da Cooperativa Sol Maior fazem parte a esposa do Dr. Eduardo Vítor Rodrigues e a irmã do Sr. António Rocha.

O prémio Teresa Rosmaninho do ano 2017 foi atribuído à Cooperativa Sol Maior.

Um incompetente que lê o Aventar é um incompetente informado

O “antes” (19/11/2017) e o “depois” (20/11/2017) da página oficial da C.M. de Vila Nova de Gaia (Clique para aumentar)

Num texto aqui publicado ontem, 19 de Novembro, sob o título “Gaia cai dois lugares no ranking nacional das exportações”, dava-se nota da dificuldade que o executivo da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia tem em fazer contas simples, confundindo valores de uma disparidade monumental, relevando incompetência e ignorância sobre a estrutura económica do concelho cujos destinos políticos comanda.

Ainda assim, dá-se o caso de a autarquia gaiense ter um alarme ligado ao Aventar e a incompetência ter sido prontamente disfarçada e o erro corrigido. Infelizmente, o ridículo não se apaga, nem a inépcia se cura com alarmes. E não tem que agradecer.

Gaia cai dois lugares no ranking nacional das exportações

Os recursos públicos afectos à propaganda nem sempre conseguem disfarçar a genuína incompetência de quem propagandeia, antes a acentuam e deixam exposta ao juízo dos observadores menos desatentos. Vem isto a propósito de a Câmara Municipal de Gaia ter feito alarde de uma estatística recente que, alegadamente, aponta a cidade da margem esquerda do Douro como “o terceiro município mais exportador do Norte”. Para justificar tal sucesso, a Câmara Municipal explica, com grande destaque no seu sítio institucional da internet, que “No ano em que as empresas da Região (Norte) venderam para o estrangeiro mercadorias no valor global de 20,5 mil milhões de euros, Gaia foi responsável por 6,8% dessas exportações – num total de 139,4 milhões de euros -, estando na terceira posição, ao lado de Guimarães”.

[Read more…]