Artes lusas: Manuela Justino


Sopro de Água: Uma homenagem às fontes, chafarizes e correntes de água. Há lugares que têm alma e neles perdura um sentido de imortalidade conferido pela duração das nossas vidas. É como se na poesia da sua natureza e no deslumbramento da sua arquitectura nos contassem vivências, segredos e tradições que nos antecedem, acompanham e continuam.
Manuela Justino – http://manuelajustino.blogspot.com/

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Tenho uma serigrafia da Manuela Justino. A mulher e a sua serenidade.Transparente como a água.