BOAS NOTÍCIAS

Vestidos de vermelho, milhares de apoiantes do presidente Hugo Chávez saíram, este sábado, às ruas de sete estados da Venezuela em defesa da «revolução bolivariana», da paz nacional e contra a decisão da Colômbia de autorizar sete bases militares norte-americanas no país. As «concentrações pela paz» foram organizadas pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e decorreram no Distrito Capital e nos estados de Guárico, Yaracuy, Zúlia, Táchira, Lara e Anzoátegui. Em Caracas, os manifestantes partiram das localidades El Silencio e Plaza Sucre de Cátia, ambas a oeste da capital, até à Casa Amarilla, sede do gabinete do ministro de Relações Exteriores, Nicolás Maduro, onde permanecem desde há mais de cinco horas ao som de música popular venezuelana. Os manifestantes têm cartazes com mensagens contra a instalação de bases militares norte-americanas na Colômbia e palavras revolucionárias, como «com Chávez tudo» e «este é um governo do povo». São ainda visíveis diversas bandeiras da Venezuela, de partidos políticos afectos ao regime e com a imagem de Simón Bolívar. Os ministros de Obras Públicas e Habitação (Diosdado Cabello) e Educação (Héctor Navarro), o presidente da Câmara Municipal de Libertador, Jorge Rodríguez, e a nova chefe do governo do Distrito Capital, Jacqueline Farias, foram alguns dos participantes na concentração de Caracas.

Deixar uma resposta