A EDP não tem culpa do temporal

Pois não, quem tem mesmo culpa são as pessoas que ficaram sem os seus bens, e a maioria deles na miséria.

Se o meu vizinho, para fazer o negócio dele, tiver que passar redes de alta tensão por cima do meu quintal, ou se tiver um mastro de bandeira que, ao cair, me deite a casa abaixo, não tem culpa nenhuma, a não ser que não haja temporal.

É como leu! Se houver temporal a EDP não tem culpa, porque não é possível construir estruturas que aguentem mais de 180/200 Kms/hora, logo, quem leva com as linhas de alta tensão em cima só tem que se desviar. Ou então começa do zero!

Mas não impede que começando do zero não lhe imponham as redes em cima, apesar de toda a gente andar a desconfiar que pode, inclusivamente, ser gravemente prejudicial para a saúde.

Quer dizer, a EDP monopolista ou quase, que ganha milhões e milhões cá dentro e que depois investe nos US em energia renováveis (isto é tudo muito fino) esses milhões que ganhou com os preços que pratica cá dentro, não aceita as culpas dos temporais.

Se  aventar ( estilo vento na ramaria) ainda pode ser que pague alguma coisa, mas quem é que já viu o aventar deitar abaixo torres de redes de alta tensão?

A EDP não paga nunca os prejuízos que causa, é como andar de carro a chover, ter um acidente e atribuir a culpa à chuva. Quem ficou sem carro que se amanhe.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.