Sugestões a Passos Coelho – 1

Deixe o animal feroz colher o que semeou, até porque essas medidas. ao contrário do que ele dizia há bem pouco, são incontornáveis. Congelar salários e aumentar impostos todos fazem, é fácil, e é injusto. Como é injusto querer avançar com megaprojectos que vão atirar o país para anos de pobreza. Onde está o mérito de pedir dinheiro emprestado e dar à manivela à máquina do betão?

Mas o diagnóstico está há muito feito, é só preciso ter coragem de não cair nas mãos dos Grupos económicos que controlam a política e das corporações que co-governam o país, sem voto popular para o fazer.

Na Saúde, é preciso uma Política do medicamento que tenha como objectivo duas medidas que representam a poupança de muitos milhões de euros. Aprofundar a receita de Genéricos e a imposição de “unidoses”. Manter e aprofundar “os centros hospitalares”, compondo um conjunto de hospitais e serviços de saúde segundo uma lógica de complementaridade. Criação de centrais de Compras, com vantagens financeiras determinantes ao nível das compras, do comercio e da indústria farmacêutica. Estas políticas podem descer a factura de medicamentos até 30%.

Retire o Estado da economia, vendendo as participações do Estado em empresas onde  está presente por arrastamento de negócios feitos com os grandes accionistas das Grandes empresas. Apoie quem trabalha, quem inova, quem cria emprego, quem cria riqueza, quem exporta. Como sabe, os PINs , com excepção de um barracão do IKEA em Paredes e um aumento de capacidade em Sines, e este da Galp, não pasam de campos de golf: dormem cá uma noite e nem sequer pagam a água que consomem e que estragam, enchendo os aquíferos de fungícidas.

Avance, como diz no seu livro Mudar, na arquitectura política, dando força à sociedade civil, impondo os círculos nominais e reduzindo drasticamente o número de deputados. Dê autonomia às escolas, única forma de retirar o ensino das mãos de sindicatos e burocratas do Ministério. Dê estabilidade ao quadro de professores, com concursos de quatro anos e dando primazia a quem, findos esses quatro anos, se queira manter nessa mesma escola. A gestão da escola deve ser feita por Directores nomeados e gestores profissionais, assessorados por orgãos colegiais eleitos pelos professores. E aprofunde o localismo, reforce os meios e a capacidade de decisão aos orgõas locais, escolares, municipais, sociedade civil.

Coloque a Justiça na dependência da Assembleia da República e do Presidente da República, ponha fim a esta vergonha de compadrios entre Justiça e Governo. Quem investiga não pode ter o posto trabalho à mercê de quem é investigado. Agilize os processos dentro dos tribunais utilizando políticas instrumentais como a Informática, razoabilize a excesso de garantismo que só protege os mais ricos e determine a utilização da gravação de voz em todas as fazes do processo. E, principalmente, não caia na tentação de mudar a lei todo os dias e ao sabor de interesses inconfessados.

E deixe ir embora todos os empresários e gestores que chantegiam dizendo que se vão embora do país. Para nossa desgraça nenhum concretiza a ameaça.

PS . Vamos continuar

Comments

  1. maria monteiro says:

    Luís com tantas sugestões o rapaz fica cansado ; )

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Sugestões a Passos Coelho – 1: Deixe o animal feroz colher o que semeou, até porque essas medidas. ao contrário do… http://bit.ly/dkiys4 […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.