Portugal e a falência induzida pela banca.

Ainda não percebi se o Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, acredita nas suas próprias afirmações, a propósito da situação financeira portuguesa; e não percebendo isto, pela parte que me toca, afianço que não acredito nas mesmas afirmações.

A imprensa continua a incessante divulgação de notícias adversas a Portugal. O jornal “i” é categórico no título “Bruxelas acusa bancos de empurrar Portugal para a falência”. Por sua vez, o ‘Jornal de Negócios’, com a ilustração de fotografia do sorridente par Merkel – Sócrates, lança a pergunta “Portugal pode sair do euro?”; no texto, anuncia 4 (quatro) páginas da edição em papel, dedicadas ao tema.

O sistema financeiro internacional, grande detonador da crise mundial através de “bombas” do tipo ‘derivados’, ‘hedge funds’ e ‘subprime’, não só contínua a gozar de impunidade como, face às baixas taxas de juro de mercado, está interessado em extrair proveito das elevadas taxas especiais, praticadas em empréstimos a países como Grécia e Portugal. Sabem que, mais tarde, alguém pagará – BCE ou FMI.

O referido sistema não só ficou incólume a medidas de reforma, como foi auxiliado por dinheiros públicos em muitos países, destinados resolver os efeitos dos seus próprios desvarios. Ainda há poucos dias, o inefável Joseph Stiglitz publicou na edição online de “Político” um artigo intitulado “Build strong rules for finance system”, de conteúdo muito crítico sobre a falta de regulação reforçada para que o sistema financeiro não venha, em contra-senso, a ser parte ganhadora da crise com que pulverizou o mundo; ou seja, à custa de mais sacrifícios do sistema económico, e em especial das famílias.

Perante tudo isto, acreditar em Teixeira dos Santos depende muito dele próprio e da garantia absoluta de que Portugal vão vai para a falência, nem sairá da zona euro. Quem ma dá?

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Portugal está na mira dos especuladores internacionais, as nossas empresas correm sérios riscos de passarem para as mãos de estrangeiros, não fora as “golden shares”, isto tudo num país que tem os melhores gestores do mundo…

  2. Pedro says:

    Se é verdade que a situação portuguesa é frágil, não é menos verdade que estes “avisos amigos” são já parte da estratégia de ataque e rapina à economia portuguesa. Os artigos saídos nos últimos dias têm um fito comum: fragilizar mais a posição portuguesa face às agências de rating e preparar o terreno para ataques especulativos. De cada vez que, nos blogues, jornais, etc. damos voz a esses “senhores”, devemos ter um olhar crítico e denunciar as suas movimentações. Caso contrário estamos a fazer-lhes um favor.

  3. Luis Moreira says:

    Sim, o desgaste começou…

  4. Carlos Fonseca says:

    Pedro, estou parcialmente de acordo, mas não são os ‘blogs’ que impedirão o desfecho que a banca internacional persegue. Basta ver, no último parágrafo, o que a voz insuspeita de Stiglitz afirma em relação à Grécia. De resto, trata-se de um académico, ex-vice presidente do Banco Mundial e nobel da economia em 2001. E ao citar Stiglitz estou justamente a criticar as instituições financeiras internacionais em relação a Portugal.

  5. Pedro says:

    Carlos, não sou ingénuo ao ponto de acreditar que blogues e restante media possam “impedir o desfecho que a banca internacional persegue”. Também não chego ao ponto de pensar que todos os artigos críticos em relação à economia portuguesa são, em si próprios, ataques e, portanto, deveríamos erigir um muro de silêncio em volta do assunto.
    O que eu digo é que devemos ser críticos e tentar compreender qual a intenção por trás de determinados artigos e, se possível, denunciá-la. Mas isto sou eu a falar, pois, se de estratégia talvez perceba um pouco, de economia não sou, nem de perto nem de longe, entendido na matéria.

  6. Carlos Fonseca says:

    Pedro, agora estou completamente de acordo. E no tocante à intenção de determinados artigos nem poderia concordar mais. Prometo que darei o meu modesto contributo. Sou economista, membro da OE, mas já duvido se eu ou alguém perceberá o que é que a Economia de hoje requer, para melhorar a situação. Em particular na Europa.

  7. Luis Moreira says:

    Leiam as últimas sobre a fraude Goldman Sachs, vai muita gente para a cadeia. aqui tudo está preparado para se voltar ao regabofe. E os regulamentos vão mesmo ser muito mais apertados, a começar nos US,

Trackbacks

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Portugal e a falência induzida pela banca.: Ainda não percebi se o Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, acr… http://bit.ly/9otf2x […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.