Nem com Imodium!


O distraído prof. Cavaco Silva, diz que uma “crise política neste momento… seria extremamente grave”.

Seria?

Disse seria? Então, não devemos viver no mesmo espaço territorial, pois a república portuguesa – o tal “espaço vital” em que para um punhado de gente, se tornou o antigo Portugal – tem estado em “séria crise” há longos anos. Crise política, crise económica, crise financeira, crise cultural, crise educacional, crise de consciência e por aí fora.

Se o prof. Cavaco Silva só agora entendeu que tal desastre é apenas “grave”, chegou a vez da população tentar entender o tipo de pessoas que tem estado à frente deste país. Ou o professor distraíu-se no tempo do verbo, ou então, estamos perante o reconhecimento da inépcia generalizada que grassa nos diversos palácios do poder. Vendo bem as coisas, a culpa não lhe pertence no maior grau, pois limitou-se a ser o timoneiro de uma vastíssima tripulação deste pesqueiro que há muito navega em águas paradas. De resto, a dita maruja sofre colectivamente daquele problema intestinal que ataca nas horas em que não parece haver porto à vista. Desta, nem o Imodium os livra.

O Chefe do Estado manifesta a sua tristeza pela nossa situação e desde já lhe podemos garantir pagarmos com a mesma moeda, declarando a nossa contrariada comiseração por estes “tristes” sem rumo.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.