Um novo blog

O Porto foi sempre uma cidade de tertúlias. Recentemente passei a integrar uma:  A Tertúlia do Cafeína. Alguns dos seus membros decidiram criar um blogue: Os Cafeínicos.

Por gostar imenso de cafeína não podia ficar de fora e junto-me ao grupo explicando o significado da velha máxima de Jorge Coelho: quem se mete com o PS, leva! Imaginem o que leva: AQUI.

Ai leva, leva e em grande. Por isso, já sabem, agora também me encontram por lá.

O mundo, os meios de comunicação, o meu sono, está tudo a mudar

Quando o je, moi mesmo, descobre que teve um incêndio na sua rua através de um blogue, numa cidade com dois jornais diários que até “existem” online, sendo a rua aquela que deu origem à cidade (por via romana) e apesar de tudo ainda significativa na malha urbana, mais metro menos milímetro, concluí que a idade pesa no profundidade do sono, e o mundo mudou mesmo na forma de comunicarmos. Esta vale por mil algodões, e não engana.

E o uninominal/misto?


A vaidosa placa seria legítima, se em Portugal se praticasse um sistema eleitoral diferente. Mas, o que com isto quer dizer o sr. deputado? Arranca dentes? Procede a exames de óptica? Desenha casas? Estuda casos jurídicos?

Pode sempre aumentar o IVA para 30%

Ou quem sabe, numa medida mais temerária, pôr os funcionários públicos a pagar para trabalhar. Há sempre maneira de acalmar os mercados

A isto, como é óbvio, chama-se proteger o Estado social… (risos)

Se já não chegasse de pouca vergonha, aí está mais uma

Importante e urgente ler este post de Alvaro Santos Pereira no Desmitos

A medicina genética a um passo de salvar a humanidade

Cientistas gays isolaram o gene responsável pelo cristianismo. Um pequeno passo para a ciência, uma grande caminhada para a humanidade.

marx, durkheim e a teoria da infância

As crianças no devem ser punidas, devem ser ensinadas

Para os meus discentes do Curso de Antropologia do ano académico 2001-2002, que me motivaram para a pesquisa destas ideias. Estou agradecido, mudaram os meus pensamentos…

Não é à infância de Marx e Durkheim que eu me refiro. Refiro-me ao que eles afirmaram sobre a infância: meu tema preferido.

Pouco se sabe do facto de Émile Durkheim ter usado, conjuntamente com a sua equipa, o método do materialismo histórico para a análise da vida social. E, no entanto, no seu livro escrito em 1888, publicado como obra póstuma em 1928, Le Socialisme, Durkheim, faz uma apreciação da obra de Marx, editada em Dezembro de 1897, na Revue Philosophique, sob o título Essais sur la conception materialiste de l’histoire.

Que Durkheim saiba de infância, é um dado adquirido. Que Durkheim se baseie na obra da Marx, é desconhecido.

No seu livro, também póstumo de 1925, L’Education Morale, Durkheim diz que o filho de um filólogo não herda um único vocábulo. O que a criança recebe dos seus pais, são faculdades muito gerais (…), há uma considerável distância entre as [Read more…]

Incompetência criminosa

O orçamento que agora foi apresentado, aumenta as taxas e a incidência fiscal para além dos limites razoáveis, isto é:

1) ultrapassa a capacidade de pagamento de impostos dos Portugueses e das empresas Portuguesas;

2) deixa de haver margem para qualquer aumento de impostos de emergência;

3) lança o País numa inevitável recessão.

Assim, o objectivo pretendido, o aumento da receita do Estado para diminuição do deficit, não será, obviamente, alcançado. A Economia Portuguesa entrará em estado de coma, e as receitas fiscais serão menores em 2011 do que foram em 2010.

Permitiremos um Apartheid na Europa?


Imaginemos esta mesma cena numa rua de Teerão, do Cairo, Rabat ou Jacarta. Umas centenas, ou milhares de fulanos rosados, brandindo cartazes com os dizeres “Roma é a solução”, ou “O luteranismo é a verdadeira solução, liberdade religiosa vai para o inferno!”, ou ainda “Lei cristã para os cristãos”, ou “Lei cristã para o Egipto”, “Cristianismo dominará o mundo”, etc.
Imaginem o escutar do toque de sinos em qualquer cidade saudita, imaginem uma procissão cristã numa rua de Teerão, um concerto público com o Aleluia de Haendel, em Argel. Imaginem um “Al-Aventar” em qualquer uma destas cidades, publicando textos apelando à laicidade, atacando o grande mufti de Jerusalém, o supremo aiatolá ou qualquer imã local, pugnando pelo same-sex marriage, pela completa igualdade legal entre homens e mulheres. Imaginem.

Pois limitem-se a imaginar. É melhor ficarmos por aqui. As fotos mais abaixo aparecem escondidas, dada a indecência evidente. Só as verá quem assim o entender. No entanto, imaginem-nas tiradas em Lisboa. Estão preparados?
[Read more…]