Geração da Casinha e Carrinho dos Pais…

Às portuguesas e portugueses que vivem há décadas na casinha dos pais desejo que tenhais, grátis e para sempre, uma auto-estrada à porta de vossa casa; e, acaso vos percais, haverá sempre uma placa a apontar o Progresso e o Futuro da vossa (minha) geração: a fuga…

Comments


  1. Sim, existe a geração da casinha dos pais, mas não serão todas as gerações sempre dependentes dos papás? Por exemplo, quando um casal se casa? Quem paga a conta? Os papás. Quando querem avançar para a compra de um carro? Quem ajuda nas prestações? Os papás. Mais: se chegamos à situação actual (e atenção, não vejo mal nenhum alguém a viver com os pais; acho mais grave e com falta de horizontes um povo que prefere ficar dependente da banca por causa de uma casa do que viajar – ai povinho triste -), a culpa deve-se às gerações do presente que no passado, e ainda hoje, são pouco reivindicativas, submissas e, já agora, acrescente-se que nunca fez revolução nenhuma. Por exemplo, o 25 de Abril foi algo delineado por militares em que o povo foi de arrasto.
    Também é de realçar que somos mesmo atrasados em termos europeus em muitas coisas: enquanto os centros comerciais são coisas de 3 a 5 décadas nos países mais desenvolvidos, aqui ainda é visto como um dos máximos expoentes culturais. Credo…
    Sinceramente, Portugal devia ser mais humilde. Desde que entramos na Europa o dinheiro que nos chega aos bolsos basicamente vêm de Bruxelas, agora há quem se queixe com as medidas germânicas. Quer dizer, borlas e mais borlas, durante anos e anos, e queriam continuar a mamar? Ainda para mais os próprios portugueses fizeram o que fizeram com os fundos europeus…Até os nórdicos ficam impressionados, por exemplo, com a nossa frota de carros…Ai povinho materialista e alma inócua…
    Grave, grave, é que nas próximas eleições lá vai o mesmo povinho votar no super corrupto e incompetente Bloco Central. Tenho vergonha de ser português.


  2. Afirmativo: todo o reino animal está cheio de espécies à guarda permanente de seus pais, mesmo para além da sua morte…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.