Crónica de uma moção chumbada

Crónica de uma morte anunciada Ontem na Antena 1, quanto ao anúncio da moção de censura a apresentar daqui a um mês depois, Francisco Louçã questionou como ser possível que o PSD e o CDS afirmem não a viabilizar sem conhecerem o respectivo texto. Mas ainda há dias José Manuel Pureza, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, afirmou explicitamente que o PSD cairá no ridículo se apoiar a moção de censura. Vemos que para uma coisa é relevante conhecer-se o texto da moção mas para outra já não.

Nessa mesma entrevista à Antena 1, Maria Flor Pedroso perguntou a Louçã porque é que, se como ele dizia, o texto da moção terá uma “fundamentação ideológica e de esquerda”, não dialogaram com o PCP, que já se havia manifestado disposto à apresentação de uma moção de censura, conseguindo assim maior unidade à esquerda. Com algumas evasivas, acabou por passar a ideia de que não o fizeram porque não o tinham que fazer, já que apresentar uma moção é um direito de todos os partidos. Percebe-se que a questão da iniciativa importa de sobremaneira.

Hoje no Público, escreve-se que «dirigentes do Bloco ouvidos pelo PÚBLICO admitem que a moção já teve um efeito clarificador de pôr a direita ao lado do Governo». E aqui se percebe todo o jogo de cintura que o BE tem feito quanto à moção. Quer passar a ideia de a moção ser consequente mas deseja que seja chumbada, como se conclui com a ausência de negociação com os outros partidos e com o discurso de hostilização da direita, que é parte necessária para aprovação da moção.

Torna-se claro que a crónica da moção chumbada não passa de um golpe de política-espectáculo, para aparecer nas televisões, como até aqui tem acontecido com as causas fracturantes. Um mero exercício de calculismo político, em vez de uma procura de soluções para o país. Desculpem lá, mas para políticos assim, já dei!

Comments


  1. Politica espectáculo? O Bloco de Esquerda? Nããããããoooooooooo

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.