Chuva da minha nuvem

(adão cruz)

Chuva da minha nuvem água da minha sede…

Com treze anos ou vinte somos a forma sublime uma espécie de sal e água.

Não somos a dimensão da vida mas criamos salinas nas margens do espaço.

O espaço era verde o espaço era verdade e a dimensão acertou o passo pelos passos da idade quando a idade nos diz que não há margens no espaço nem salinas de verdade.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.