Falar com agiotas? Nunca!

O BE e o PCP resolveram não brincar. Patrioticamente, não falam com agiotas, tal como miúdos que fazem uma birra. Dizem que só faz falta que está e acrescento que não vejo em que medida podem os interesses dos portugueses virem a ser defendidos por quem decide colocar-se de fora. Eu sei que o cheiro a eleições manda mais forte do que a racionalidade mas, neste caso, nem me parece que estes partidos venham a facturar votos com esta atitude. Demissionários já temos que baste.

Comments

  1. Joao says:

    Orgulhosamente sós?

    • jorge fliscorno says:

      Antes só que mal acompanhado, disse recentemente e com veemência um automobilista que seguia em contra-mão.


  2. era bom para todos, incluindo eles, que falassem e pudessem dizer de sua justiça.

    • jorge fliscorno says:

      Se calhar o diálogo é em inglês técnico, uma especialidade apenas dominada, como se sabe, por um ou outro engenheiro…


  3. O que acontecerá a Portugal se não houver acordo?

  4. Ana C says:

    Nada. Manda o FMI.
    Aliás nem perceno muito bem a que propósito é que andam com esta história das negociações. Tem de se acabar por fazer o que o FMI diz porque senão não nos empresta o dinheiro

  5. Ana C says:

    Não me choca que BE e PCP não queiram falar com “agiotas”. Sabem que essa conversa é de todo inútil.


  6. Tens razão J Fliscorno !…..Deus nosso senhor disse ” se levares uma bofetada dai a outra face ” 🙂

    • jorge fliscorno says:

      Bem visto, caríssimo. E também disse “quando discordares, fica caladinho e deixa os outros decidirem por ti”. 😉

  7. céptico says:

    Ainda houve quem tentasse um leilãozito, mas houve de imediato censura: http://aeiou.exameinformatica.pt/por-um-dia-jose-socrates-esteve-a-venda-na-net-por-75-mil-milhoes-de-euros=f1009316

    Se os acordo com o FMI tivessem esta personagem e umas quantas em conta, talvez nos safássemos com um inesperado aumento de exportações.

  8. Nightwish says:

    Entre fechar-lhes a porta e baixar as calcinhas e por-se de quatro, cada um sabe o que prefere…

    • jorge fliscorno says:

      É isso. Fechar a porta e deixar os outros decidirem não por-se de quarto.