A direita tem medo da rua, nem percebe que por vezes lhe dá jeito

Como era óbvio, a primeira vítima dos Indignados das Praças do Sol foi o PSOE.

A nossa direita radical andou por aí a queixar-se que era tudo uma manobra orquestrada contra o PP. Choram muito antes de tempo, tipo Sócrates, tremem de medo quando as ruas são ocupadas, e ainda bem. Por cá chegarão a este ponto: uma TV assumidamente liberal aldraba completamente um directo, com um betinho a fingir que está lá:

E quando lá chegarmos, a esse ponto, tudo estará bem no resto da península.

Nota de rodapé: 25% dos eleitores do País Basco iam ficando sem partido onde votar. Os resultados demonstram que a democracia no estado espanhol não é nada real.

Comments


  1. 1º um porta do sol com falta de iluminação tapada por corpos jovens e sem ideias

    além as de se pregarem num lugar e empestá-lo

    ofendem os velhos que apesar de mijadinhos

    pensam que cheiram melhor e que têm direitos adquiridos no corte ingles

    a demografia pende a favor das gerações mais maduras e das mais podres

  2. Sidónio says:

    Aquela votação está muito mal manipulada. Podiam ter sido um pouco mais meigos. Que vergonha, para um estado de direito democrático. Mas na realidade, quantas democracias neste mundo fora são reais? A nossa é? Até que ponto? É que ou as eleições são frequentadas por eleitores masoquistas, ou alguém mete o dedo nos resultados. Eu quero-me fazer querer, que nós não somos um povo sem memória a longo prazo, e que a culpa não é nossa, mas cada vez mais me convenço, que há gente que gosta de sofrer.