O Ramal de Alfândega

O Comboio junto ao rio Douro, no Porto; ao fundo, a ponte da Arrábida.

 

Comments


  1. Só num país de tecnocratas imbecis, alguém constrói o Museu dos Transportes e Comunicações e depois desactiva o ramal ferroviário que desaguava mesmo ao lado.
    São cunhas a mais para um país tão pequeno.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.