O BE devia estar mais atento ao mundo cor-de-rosa

No BE fala-se em renovação. Não sei se falam de idades ou de imagem. Seja como for a pessoa que recomendo não tem idade e tem a imagem sempre renovada. E é trotskista, já o era nos tempos do salazarismo:

Foi então que percebi que o mundo não era um conto de fadas, e que não havia liberdade. Lia Marx e Trotsky, os meus amigos eram maoistas. Eu sempre fui mais trotskista…

Além disso tem a experiência da luta de classes vivida na pele…

Nunca sentiu que podia estar a ser usada?

Senti. Na maior parte das vezes, usada, abusada e deitada fora.

… a ponto de ter de usar roupas emprestadas…

Fica com as roupas ou tem de devolver?

Claro que tenho de devolver. Agora vou lá devolver o vestido que usei esta manhã. Por isso é que estava cheia de medo de o estragar nas fotografias.

… foi vítima de machismo…

O meu ex-marido não me deixava trabalhar

… mas nunca deixou de analisar objectivamente as injustiças…

Tinha perfeita noção das desigualdades sociais da época

… a chaga do analfabetismo…

Lembro- -me de ter conseguido bilhetes para a estreia de uma peça com o Kirk Douglas. Eu ali fascinada e quando olho para o lado estava o meu ex-marido a dormir

… e sempre repudiou a estreiteza dos códigos sociais classistas…

Às vezes as pessoas ficam chocadas por eu as tratar por tu, sou a única pessoa que faz isso

… apesar de achar que todos os seres vivos devem ser tratados com deferência e respeito.

Até o cão do meu neto, chamado Óscar, é tratado por você

Manifestou desde muito nova a sua preferência pelo convívio com as classes mais desfavorecidas…

entornava um copo de água para ele me mandar para a cozinha

comer com as criadas. Estava mais descontraída.

… e pelos intelectuais que se colocavam ao lado do povo…

Adorava o Sartre, a Simone de Beauvoir, vestia de preto. Era existencialista

… como, de resto, era natural nela.

“Ó menina, veja lá se o seu paizinho pode libertar o meu marido.” Percebi muito nova que tinha o poder de libertar pessoas.

Com todo o potencial que a senhora tem o Bloco de Esquerda só pode andar cego. Comprem a Caras, a Nova Gente, a Bravo e por aí fora. Renovem-se.

Comments

  1. Konigvs says:

    Não era muito difícil fazer melhor que os independentes Manuela Moura Guedes, Maria Elisa, ou Fernando Nobre!!!
    O problema do BE e já agora do PCP não é a questão de imagem. O Jerónimo, por exemplo, é reconhecido como um dos políticos mais honestos, e depois tem aquele ar de avô que ninguém tem coragem para dizer mal. O problema é que a esquerda BE e PCP têm um discurso de combate político, que é estritamente necessário, e lúcido a maior parte das vezes. O problema é que fazem muito barulho mas quando chega a hora de fazerem alguma coisa cortam-se. A culpa da crise política, a culpa da vinda do FMI é tanto do BE como do PCP, porque a direita esses sempre salivaram com a vinda dos abutres. E a esquerda o que fez? Entregou de bandeja o poder à direita. Como dizia o Araújo Pereira há umas semanas “um gaijo de esquerda não tem um partido de jeito para votar”.


  2. 🙂 Muito bom. Grande post