Olhó Passarinho

Bem Vindos ao Cairo 002

A primeira visita é sempre cheia de recomendações para quem não conhece o país, as gentes, a cultura.
Começa logo com os nãos.
Algumas, são apenas observações minhas, de entre o que vou vivendo e o que me vão explicando.
Estou aqui há um mês.
Não se pode beber água da torneira.
Não é permitido vender bebidas alcoolicas nos supermercados.
Não há bebidas alcoolicas nos menus dos restaurantes e embora alguns as sirvam,
é preciso saber que locais as têm.
Não há regras de trânsito, literalmente.
tem prioridade quem passa primeiro e quem buzina mais. ´
Caótico!
Até hoje, ainda só vi 3 sinais de trânsito:
“proibido falar ao telemóvel”
“proibido buzinar” e
“sentido proibido”
Ainda assim, é de longe o melhor caos organizado que conheço.
Não há muita liberdade para se vestir o que se quer, pelo menos da parte das mulheres.
Eles dizem-se modernos e a caminhar para a aproximação ao mundo ocidental,
mas ombros e joelhos à mostra, ainda são mal vistos pela maioria da população.
Há quem não faça caso disso, mas os nomes atribuidos a essas mulheres daquela forma sorrateira, não são os mais bonitos.
Eu sou, claramente, uma dessas mulheres.  [Read more…]

O ministro Vítor Louçã Gaspar tem-se destacado pela educação com que se dirige aos deputados e aos jornalistas e pela forma pausada como exprime as suas ideias. Ontem vi um documentário sobre um artista português e a primeira coisa que me ocorreu foi : Este tipo é um mentiroso colossal!

Com a sua forma de falar «ao ralenti», como quem escolhe as palavras com que vai enganar os pacóvios, o ministro Vítor Gaspar já entrou para a galeria dos mentirosos da política nacional. Meia dúzia de semanas foram suficientes.
Quando se começou a falar do «desvio colossal», Vítor Gaspar inventou uma estória mirabolante sobre uma série de palavras que tinham sido ditas pelo primeiro-ministro entre desvio e colossal. Pedro Passos Coelho não o desmentiu e o Presidente da República até o citou.
Para além de se saber que o desvio colossal existe mesmo, o órgão oficial do PSD, o «Povo Livre», atribui a Pedro Passos Coelho exactamente essa expressão: «desvio colossal».
Pois, é como o título deste «post». Vai-se ver e, afinal, não havia qualquer palavra entre Vítor Gaspar e mentiroso colossal.

O Que Diria Eça de Queiróz?

… do Jornalismo Patrocinado?

 

2012 está a caminho

Eu conheço uma cidade que vai deixar a sua marca em 2012. E que marca. Um grupo de gente de grande qualidade está a liderar um projecto fantástico. Assim os deixem concretizar os seus sonhos e garanto que vai ser uma grande surpresa.
A sua paixão pela terra que os viu nascer e crescer é a razão e a força que os move. Quem sabe se não vamos ter nas ruas e ruelas, becos e vielas da sua cidade momentos surpreendentes de partilha colectiva?
Falo por mim, estou mortinho por ver chegada a hora do arranque deste grande momento de 2012: