Volta Nuno Álvares Pereira, tens aqui muito trabalho

Depois de ter acordado a ouvir numa rádio Paulo Rangel garantindo que nunca nenhum país venceu as agências de rating (o homem tem uma geografia muito limitada, nem à Islândia chega) leio um banqueiro com BI português afirmando com toda a lata que “Perder a soberania orçamental num momento de crise é lógico.” Nos intervalos ainda apanhei mais uns penitentes da direita que se diz patriótica falando da nossa culpa, endividámo-nos, mentem eles porque eu não me endividei nem assaltei o BPN, e merecemos umas chicotadas como penitência, reza a canalha.

Relembrando que em 1383 a maior parte da nossa nobreza, começando nos irmãos mais velhos de Nuno Álvares Pereira, tomou o partido de João de Castela, cheira-me a que isto só se resolve com a arraia-miúda a aclamar não sei bem quem, a mandar uns tipos de uma Sé qualquer abaixo, e a explicar a estes filhosdeumgandaputa que pesem os exageros míticos em Aljubarrota também tínhamos um exército muito inferior ao adversário.

Eu sei que esta deriva nacionalista não me fica bem e não parece de esquerda mas há alturas em que um gajo se passa e tem de chamar traidor à pátria a quem o é: Cavaco Silva, que trocou a indústria, a agricultura e as pescas por autoestradas e um gamanço generalizado de fundos comunitários, Durão Barroso que completa o ego em Bruxelas e Passos Coelho que apanha o avião de joelhos quando se dirige a Merkozy. Falta aí o Paulo Portas que baixa as calças a qualquer vendedor de armamento e José Sócrates que gostaria de estar no lugar do Passos. Foi assim no século XIV, repetiu-se no XVII, nas invasões francesas, em 1890, em 1914, é sina nossa que quando as coisas se complicam quem está no poder fica sempre do outro lado. Chamem-lhe fé, mas ainda acredito que eles se vão arrepender da opção que tomaram.

Comments

  1. Jorge Ralha says:

    …. TAMBÉM ACHO !!!!………….. isto já só lá vai à porrada !!!


  2. Ensinaram-me a “ler” da esquerda para a direita
    Lá teremos de aprender a LER (pelo menos) da direita para a esquerda (sem me referir a partidarismo) ou seja, antes que a minha graça caia em desgraça – terei de voltar à escola para ler correctamente
    Mas ainda hei-de ver alguém lixado – os “poleiros” também se abatem
    O problema é que nem chove para limpar tanto esterco e os “almeidas” já não varrem – o esterco está na “rua” a amontoar-se – o esterco dos “alternantes”-aputaqueospariu-todos-nem votar resolve já nada-nem não votar-mas calar é que não-até que a voz me doa-há sempre alguém que diz não, sem se abster-mas o facto é que depois de nos levarem o pão+a terra de o cultivar+o mar a ser invadido pelos “Grandes” de …+de nos darem a comer o lixo alheio(PAC)+pagar os tais juros não sei de quê+aqueles vampirosFMI+outra bicharada-a coisa está preta-e nem sequer posso não pagar o que me roubam nem sei como expulsar os salteadores” mas mesmo assim estou doida mas não maluca

  3. M. do Nascimento says:

    o dom sebastiao,esta visto que nunca háde chegar ,onosso império colonial já caio há algum tempo ,temos um pais cheio de velhos a morrer nas mais dolorosas e desumanas circunstancias as novas potencias emergentes nao se identificam com o capitalismo, a Europa esta decrepita apenas o centro geografico desta é tido em conta em bruxelas (veja-se o estado dos paises perifericos ,nem num filme de ficçao cientifica nos vamos ter o desemvolvimento industrial e economico comparavel há holanda ou alemanha .
    O capitalismo está para dar o peido mestro num futuro nao muito distante : a venezuela vai arrancar com 87 projectos petroquimicos (menos petrolio para os americanos produtos petroquimicios a preços mais justos e açessiveis brasil e a grande china vao imparavelmente no mesmo sentido de desenvolvimento economico .
    A novas potencias emergentes serao o exmplo vivo de desenvolvimento economico ao passo que os regimes capitalistas vao estar decrepitos e sem soluçoes .
    a nos ninguem ira ajudar antes pelo contrario so nos irao roer os ossos ate ao tutano mas as varias campanhas da poliçia para a recolha de armas teve fracos resultados recolherm apenas antiguidades que as velhinhas assustadas tinham em casa –
    o numero de armas existentes nos lares portugueses deve concerteza ser superior ao ao dos paiois ds forças da ordem e os soldados sao filhos do povo .
    atentados terroristas hoje em dia podem -se fazer a partir do nada veja-se o11 de setembro .
    o nosso presidente foi eleito com um grande défice de legitimitade menos de um quarto da popolaçao o deseja onde está ,o voto devia ser óbrigatorio como no brasil em que os tubaroes estao em vias de extinçao
    na india consguio-se a independencia pacificamente –
    sao varios e eficases os recursos que temos para modificar a situaçao estamos á espera de qué ?
    Já vai sendo tempo de metermos os pés á parede e tornarmo-nos dignos dos nossos avós

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.