Existe sempre uma primeira vez…

Um blog colectivo é mesmo assim. Um considera que é preto, outro considera que é branco e alguns pensam que é cinzento. Como sempre defendi e continuo a defender a liberdade de opinião, fico feliz ao ver esta diversidade no Aventar.

Essa mesma liberdade que me faz discordar, profundamente, do Ricardo. Não conheço Elídio Summavielle de lado nenhum. Li o seu esclarecimento, li o que o Carlos Osório publicou e li o que o Ricardo escreveu. Fiz perguntas e tentei informar-me.

Por isso mesmo, em meu nome pessoal, as minhas desculpas ao visado. Aliás, aos dois visados. Um pedido meu. Por entender que o devo fazer. Não escrevi o texto em causa. Não acusei nem deixei de acusar nenhum dos visados. Só que, também pertenço ao blogue e, enquanto tal, tenho a minha quota de responsabilidade, a saber, 1/30. É por isso que o faço.

Nunca antes, que me lembre, tive de “contrariar” um colega de blogue. Nunca antes, tive de publicamente discordar em algo tão sério como ofensa à honra e o bom nome de alguém, fruto de um post de um colega de blog. É a primeira vez. Fico triste.

 

Comments

  1. António Lázaro says:

    Nunca tinha visitado o vosso blog.Esta pequena querela, fez-me chegar aqui.Não os conheço.Mas,quando leio este post,ficam duas certezas….que vou voltar com regularidade.Depois,que é gente de princípios,ou com os mesmos,procede assim.Os meus respeitos.TODOS temos uma primeira vez.Corrigir já nem todos o fazem.

  2. Ricardo Santos Pinto says:

    Meu caro, não é por isso que nos vamos chatear. Sempre fomos um blogue plural.
    Mas olhando para trás, parece-me que já tiveste muitas oportunidades para discordar publicamente de um colega em algo tão sério como a ofensa à honra e ao bom nome de alguém. Basta pensar nos tempos em que a honra e o bom nome de José Sócrates estavam constatemente a ser postos em causa. Em todo o lado mas também no Aventar.
    Como tu dizes, há sempre uma primeira vez.

  3. Carlos II says:

    Ricardo Sá Pinto, está a misturar coisas que não são misturáveis. Ou melhor, estás qa comparar coisas que não são comparáveis. Ao contrário do Moreira de Sá, desceste na minha consideração.
    A não ser que proves que ele, Moreira de Sá, ofendeu, ou deixou ofender, a honra e o bom nome do Sócrates.


  4. Que post e gajo mais azeiteiros.

  5. João Simões says:

    Errar é humano. Aceitar que se errou é sempre digno. Pedir desculpa a quem o erro atingiu na sua dignidade é uma exigência para quem erra humanamente e o assume!


  6. Caro Dédé, serve o presente para o informar que sou azeiteiro. É verdade. Sou-o em Vale de Penela. Um produto do Douro, 100% natural e muito apreciado. Terei todo o gosto em lhe oferecer uma amostra.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.