Soltem as guitarras, rasguem os tambores, o José Braga foi ouvir música para o inferno

Um dos homens mais cultos com quem me cruzei na vida. Da Cultura Clássica à música dos territórios mais inóspitos, o José Braga espalhava a sua biblioteca e sobretudo uma discoteca que ninguém mais tem pelos encontros por mais fugazes que fossem. Estivesse estacionado na velha discoteca Almedina, ou no meio da rua, se há gajo com quem sempre aprendi alguma coisa porque incapaz de se ficar por um olá e segurando-nos sempre na cereja das palavras, nunca se conseguia ter pressa quando se encontrava o Dr. No da Rádio Livre Internacional, ou o homem que na RUC bateu todos os recordes sem ir para o Guiness, o melhor de todos nós. Em Lisboa terias sido outra coisa, em Coimbra foste sempre nosso. Até já Zé, fica esta dos Auktion, o último grupo que me deste a saborear quando ainda andavas com paciência para o facebook. Guarda uma garrafa de Jack Daniels aí em baixo, hei-de ir virá-la contigo, mas foda-se, tu que sempre foste um homem sem pressas podias ter esperado um bocadinho.

Actualização: há coisas do homem-rádio aqui: Ruínas Circulares

Comments

  1. António Fernando Nabais says:

    O Diabo tem muita sorte. O Braga era demasiado grande. Fui um privilegiado.

  2. Rafael Amorim says:

    Acho que todos que tiveram a sorte de ouvir a RUC, nem que tenha sido de forma esporadica, como foi o meu caso, nestas últimas duas decadas, vão notar a falta do Zé Braga. Especialmente do seu fascinio pelos Gun Club. Abraço e até a próxima.

  3. Foi meu professor no liceu nos anos 80…Com ele li, nessas aulas, pela primeira vez, A Constituição da República (agora sou jurista entre outras atividades). Nessa altura fui a casa dele e espantei-me com um res do chão duma casa muito pequenina que tinha uma prateleira muito grande cheia de LP´s… Falou-me de Zappa e Cure entre outros… Deposi fui acompanhando-o esporadicamente através das suas aventuras (programas) na Ruc que me agradavam por passarem Reggea e Dub… Vi-o a última vez há cerca de 2 anos… Sinto a sua partida para sempre como uma injustiça… Mas até parece que é uma sua irreverência… Mas a verdade é que me ia interrogando: quando é que o Zé Braga faz outro programa na Ru( ?

    Paulo Andrade

  4. Carlos Santos says:

    Tal como o meu grande amigo diz, espero que a garrafa de Jack Daniels chegue para mais um!
    Obrigado Pisco! Obrigado Zé Braga!

Trackbacks

  1. […] saber hoje da data de nascimento desta personagem, lembrei-me, é claro, do José Braga, que me fez ler o Philip K. Dick, e do João José Cardoso. O Blade Runner trouxe-me, ainda, mais […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.