O fim de um ciclo

Sempre achei que devíamos morrer no mesmo dia em que nascemos. Seria uma espécie de fim de ciclo. Estaria concretizada plenamente a ligação entre o Homem e o Deus (ou lá quem foi) que nos criou e nos governa. No final de vários ciclos de 365 dias, finalmente o retorno. Assim, a nossa morte teria dia marcado, só não se sabendo de que ano.
No meu caso, isso explicaria muita coisa.

Comments

  1. jorge fliscorno says:

    E os imortais bissextos?

  2. palavrossavrvs says:

    ?

  3. Carlos says:

    Lendo este seu primeiro parágrafo, até pensei que estava desgostoso com a vida e que queria ter morrido no mesmo dia em que nasceu: “Sempre achei que devíamos morrer no mesmo dia em que nascemos”. Mas, depois, percebi que não era isso. Ainda bem.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.