Isto vai de certeza acabar bem…

O Governo alemão chegou a um acordo para reduzir o salário mínimo dos trabalhadores qualificados naturais de países fora da União Europeia e que são contratados por empresas da Alemanha, dos actuais 66.000 euros anuais para 44.800 euros. [Público]

Comments

  1. manuel.ferreira says:

    TRABALHO………SÓ UMA ESTRATÉGIA COMPLETA…EQUILIBRADA…E ROBUSTA , pode conduzir o País ao caminho do Progresso das pessoas , das famílias e das empresas…
    O TRABALHO NÃO DEVE PAGAR QUALQUER IMPOSTO…!!!
    Quem trabalha ,( e produz riqueza ) , trabalha para si , para a sua família , para a sua empresa , para o seu município , para o seu País…
    MERECE UM INCENTIVO…MERECE UM LOUVOR…MERECE UM PRÉMIO…e nunca um imposto…e mais grave ainda um imposto progressivo…quanto mais trabalha mais paga…
    É UMA GRAVE INJUSTIÇA COBRAR IMPOSTO SOBRE O TRABALHO…
    E um dos maiores erros da nossa sociedade…sendo urgente corrigir tal erro que é de uma injustiça COLOSSAL…
    O Estado só deve cobrar impostos JUSTOS…sobre o Consumo , a Poluição e os Vícios…e todos os outros impostos devem ser ABOLIDOS…
    A redistribuição dos rendimentos deve ser feita apenas no investimento do Estado…e nunca na cobrança dos impostos…
    Os impostos injustos sobre o TRABALHO devem ser PROÍBIDOS imediatamente…para que haja um mínimo de JUSTIÇA FISCAL…


  2. Eu conseguia entender um sistema de impostos baseado somente no consumo (IVA, taxas especiais) e património (IMI, capitais, etc).
    O problema está em quantificar e apanhar o património convertido em depósitos bancários, que fica virtual e circula virtualmente sem controlo…
    Teria que ser uma medida de âmbito mundial ou no mínimo Europeu para resultar.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.