Passos Coelho recebe lições de Jorge Jesus

Passos Coelho tem revelado uma inusitada capacidade de usar a gíria e o calão, o que tem espantado os observadores políticos. O Aventar revela, hoje, o segredo: o chefe do governo tem andando a receber lições de Jorge Jesus.

Tudo começou com a célebre frase “Ainda não é a altura de ir ao pote”, passando pela escolha do adjectivo “piegas”, tendo atingido o auge com “As eleições que se lixem”. Fontes próximas do gabinete do primeiro-ministro declararam que, nos comentários à execução orçamental, Passos Coelho irá afirmar “Tivemos munta fortes.” Entretanto, irá aprender a mastigar pastilha elástica com a boca aberta, durante os debates na Assembleia da República, enquanto grita instruções para o grupo parlamentar.

 

Comments

  1. Amadeu says:

    Não ofendam o Jesus, pá !!

  2. maria celeste ramos says:

    Ai ———- jesus

  3. MAGRIÇO says:

    Não devem ser muitos os adeptos de futebol que tenham o sentido de humor necessário para troçar do treinador do seu próprio clube. Esta é uma faculdade só ao alcance de espíritos superiores. Perdoe-me o António Nabais se firo a sua modéstia, mas não posso deixar de o felicitar.

  4. Luis says:

    Pedro Passos Coelho foi escolhido pelo “sistema” que se alimenta dos nossos impostos e dos nossos bens por ser burro!
    E não digo isto para o ofender, coisa que nunca o conseguirei fazer pois só se ofende quem tem vergonha na cara, o que não é o caso em apreço.
    O Passos Coelho é burro mas como todos os burros julga-se uma sumidade que o séquito de graxistas que o rodeiam ajudam a amplificar.
    Com o mesmo carisma que tem uma bota da tropa, não consegue mobilizar os portugueses para coisa nenhuma e se não fosse o terror que os seus anúncios austeros deixam adivinhar este tipo não passaria de um loooooongo bocejo político, como sempre foi antes de ter o aval do BES para ser primeiro.
    O homem é burro, e portanto fiável para os donos do “sistema” pois, como todos nós sabemos, os burros quando encaixam uma ideia fixam-na e nunca mais a largam.
    Daí dizer-se que só os burros não mudam – caso cientificamente aplicado no steps rabit, que diz que vai resolver os problemas dos portugueses quando todos emigrarem e que vamos crescer quando já não podermos ir mais ao fundo!
    Não há nada que este desgraçado apregoe que não nos desgrace a nós e desgrace ainda mais o país!
    Ao analisarmos o seu ano de mandato vemos que a grande medida que implementou de enorme sucesso foi o fim dos moribundos governadores civis, e aconselhar os professores a emigrarem para países que têm excesso de docentes – quanto ao resto foram só vergonhas que a fixidez do burro sem vergonha na cara nem sequer tentou disfarçar.
    A vergonha das portagens para os estrangeiros nas ex-scuts, o escândalo de ter violado a Constituição no roubo que fez ao FP e pensionistas, o descaramento de falar em rigor e ter um Relvas doutor da mula ruça, o propalado “ataque” às rendas da EDP e a demissão do secretário de estado, logo seguidos por dois dois brutais aumentos da energia em menos de um ano, o cínico adiamento para as calentas do cumprimento do compromisso com a troika de cortar nas rendas das PPP.s, o assobiar para o lado perante a ganância do ataque dos bóis e boisões a tudo o que mexe e dê dinheiro … tudo isto e muito mais deixa o burro impávido e sereno com a mesma atitude dos asnos.
    Este tipo está na linha dos últimos primeiros que nos calharam em rifa e que nós elegemos – um manhoso, outro parvo, o último chico esperto e este agora burro como um sóco.
    Como é que vamos resolver o problema quando o próximo que o “sistema” irá indigitar é estúpido?
    Eu costumo votar em branco, para poder escrever posts como este sem a consciência me pesar.

  5. Pisca says:

    o Passos é mais Luis Campos, o que meteu desceu 2 clubes de divisão numa época, o Relvas tem equivalência para Adjunto, Treinador de Guarda Redes e Roupeiro

  6. Pisca says:

    Este fulano é mais Luis Campos que meteu 2 clubes na divisão inferior numa época

  7. Isabel Branco Pires says:

    Um homem que quer governar um País matando os seus eleitores, pensa que tem direito no direito de praguejar para moribundos 🙁

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.