Governar pela força

Um testemunho de quem experimentou hoje, pela primeira vez, as bastonadas da polícia.

 

Comments

  1. Amadeu says:

    “Já o escrevi antes: é a violência das medidas cegas que está a gerar este clima de desespero”. Dito.

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    A violência não é mais do que a provoação governamental para arranjarem revolta entre as pessoas que acabam por reagir e mal – pena – já vi isto noutros tempos -. não são as pessoas que se portam mal embora não haja só anjos – nem sei mesmo se há “mercenários” a provocar para justificar o injustificável

  3. maria celeste d'oliveira ramos says:

    No tempo de salazer havia um tipo não sei quê Anelmo que dizia mal de salazar na TV – era pago para isso para dar e idéia de haver liberdade de expressão
    os canalhas são mesmo canalhas que nunca mudam mas refinam

  4. maria celeste d'oliveira ramos says:

    EUROPA 21 – directo de bruxelas – 02:30H – vai ser a mesma cantiga – 2014-2020 – $$ de 7 anos – telenovela política – Nuno Teixaira PSD – tema Solidariedade -podemos ter mais europa com menos $$ 975 mil milhões de euros a questão é como dividir + Alda Sousa e Alda Ferreira e Diogo Feio em Paises ricos corta-se 3ª e 40% como no nossso – Luis Paulo Alves – o orçamento não é de despesa amas de investimento – assimetrias e clivagens o Orçamento europeu pretende convergência económica e destruição do estado social – quando uns se individavam com déficicits crónicos outros enriqueciam – Alda Sousa é refundação ?? João Ferreira – UK+alemanha são os mais bebeficiados pelo mercado único – e coesão era compensão das pobres ou empobrecidos – mas o orçamento tem servido para isso e a UE disse que devia ser 2% do Orçamento comunirtario e dimunuiu e mais inda com o alargamento a + paises – o que de nós saíu em juros para lubris a dividir pelos ricos já supera a parte que nos cabia )isso sabemos nós que andamos a alimenté-los) – Diogo Feio – assistimos a egoismos não sabemos quais os próximos capítulos e Holamda + UK +os amigos da Colisão e não há o grupo dos bons gastadores nem grupo Fr + UH e a geagrafia é muiyo variável – Nuno Teixeira P – estas perspectivas financeiras temos a parcela da PAC inferior à coesão social e e inversão das prooridades orçamentais e como disse o Diogo não é espaço comunitário mas inter~esses nacionais (BOA??) – o Parlament é mais expansionista quandeo (Luis Pailo Alves) o arlamentp é quem mais tem noção efalta liderança no projecto da europa pelo que se fica no nacional – não se a+osta nos factores europeus de desenvolvimento e esgrimir contribuições nacionais nada feito e condena-se o projecto – o nosso 1º ministro ausente( Alda Sousa) foi miguel Portam em 2009 – interrompem todos não apanho – os mais ricos fazem pressao nas regras de isribuição do orçamento e vão biscar lees buscar fatias maior que tiram oas mais frágeis – ora gaita farta de saber isto estou eu – para que serve esta gente ?? quant ganham ara não fazerr nada e dizer sempre o mesmo + o que ganham de ir à TV ?? mas que fazde conta

  5. João says:

    Receita do radicalismo:
    – agredir tudo, pessoas e polícias, que se passe pelo caminho
    – vandalizar todo o tipo de propriedade
    – provocar polícia de intervenção
    – forçar carga policial
    – esconder-se na multidão inocente
    – repetir até que algum inocente no meio da multidão seja levado pela carga policial
    – esperar que os inocentes apareçam nas notícias a queixar-se que a polícia é má. Se possível, estar num minuto a atirar pedregulhos, partir montras e atear fogos, e no minuto seguinte a dar entrevistas sobre os mauzões da polícia e do estado

    Estamos agora na última etapa.

    • Maquiavel says:

      Täo complicado!
      É muito mais fácil fazer à Macedo:
      – mandar infiltrados para as manifs
      – mandar infiltrados começar distúrbios
      – carregar sobre o povo
      – meter os infiltrados a prender o povo
      – engasgar-se todo e fazer-se de virgem ofendida quando uma jornalista faz uma pergunta simples

      Sempre gostava de saber é porque é que o resto dos manifestantes näo isolou a meia dúzia de arruaceiros.

  6. Carla Romualdo says:

    Eu tenho uma ideia mas vou pô-la em dois itens para parecer mais complicada:

    – por uma vez, usar os agentes à paisana para isolar os “profissionais da desordem e da provocação”. Assim como assim, eram só 6, não deveria ser difícil

    – prender a meia dúzia, evitando assim a bastonada indiscriminada.

    • Maquiavel says:

      Pois.
      Isso seria assim se o objectivo fosse *prender os arruaceiros*.
      Mas já deu para perceber que näo é.
      Quantos dos arruaceiros eram infiltrados? Lembro que nas manifs anteriores foram os agentes infiltrados a provocar os distúrbios!
      Seräo esses infiltrados a quem o ministro chama de “profissionais da desordem”?

      • Sailor Man says:

        O Maquiavel por acaso sabe se algum arruaceiro era infiltrado? Parece-me que está a tentar inventar teorias de conspiração para tapar o céu com a peneira.

  7. Maria says:

    No meio duma manifestação tão grande, porque que o resto dos manifestantes não impediu esses de atirarem as pedras? eram mais manifestantes que policias…

    • Carla Romualdo says:

      Maria, da próxima vez que for a uma manifestação e alguém ao seu lado começar a atirar pedras à polícia, impeça-o e depois conte-nos como foi a experiência

      • Maria says:

        Pois, então porque haveria de ser um policia à paisana a faze-lo? Independentemente do numero de policias havia muitos mais populares. Se calhar se começar-mos a “ajudar” o outro em vez de ficarmos simplesmente a observar a uma distância “segura” as coisas mudem bastante a muitos níveis.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.