“É tempo de dar um murro na mesa”

É o título da campanha contra a violência doméstica. Ironia? Falta de tacto.

Comments


  1. Ena…

  2. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Porque é que os homens não batem uns nos outros ?? Não lhes dá prazer ?? Há anos que não vejo homens à briga .- só os bois do Minho é que se encornam uns nos outros – e cada vez há mais matadores

    • Maquiavel says:

      Nestes últimos dias tenho gostado muito dos seus comentários.
      Curtos, mordazes, precisos.
      Espero que continue assim! 🙂

  3. Maquiavel says:

    Imagino a resposta do “génio” autor dessa alarvidade:
    “Aaaaaa… entäo… näo é melhor dar murro na mesa que na cara?”

  4. Fernando Fonseca says:

    Na realidade o claim da campanha é “Em vossa defesa, dê um murro na mesa” mas não deixe que os factos atrapalhem a sua linha de pensamento.

    • jorge fliscorno says:

      Baseei-me nesta notícia: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=86457

      “Chegou a hora de dar um murro na mesa” é o lema da nova campanha do Governo contra a violência doméstica, apresentada esta sexta-feira.

      Foi criada uma página no Facebook e cada cibernauta que aderir dá um “murro na mesa” contra a violência doméstica.
      “Os vossos murros na mesa serão contabilizados, numa espécie de contador electrónico que vai somando quantas adesões a campanha vai tendo pelo país fora”, explica a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais.

      E no Portal da Saúde
      http://www.portaldasaude.pt/portal/conteudos/a+saude+em+portugal/eventos/elim+violencia+xx+mmxii.htm

      A Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) promove uma sessão evocativa do Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência contra as Mulheres, que se celebra no dia 25 de novembro.

      Durante a sessão, a decorrer, no dia 23 de novembro, pelas 15 horas, na Aula Magna do Hospital de Santa Maria, vai ser apresentada a Campanha Contra a Violência Doméstica 2012, cujo mote é “Violência doméstica. Chegou a hora de dar um murro na mesa”

      Agora, ao pesquisar, também encontrei a frase que cita:
      http://195.23.38.178/cig/portalcig/bo/portal.pl?pag=home_noticias_detalhe&id=609

      Mas sinceramente, não vejo que seja melhor. A imagem da violência continua associada à proposta forma de protesto.

  5. Luís Morna says:

    Olá a todos/as
    não li a maioria das pessoas que comentaram.a realidade é que eu como madeirense tenho muita vergonha que a Madeira segundo a ONU,seja a primeira Região da Europa com o indíce mais elevado de violência doméstica.Não existe justificação para tamanha vergonha!!!E se falam de “crise” talvez será uma boa oportunidade para refectirmos.E,acredito que ainda é melhor um murro na mesa porque pessoalmente eu dava um murro mais abaixo nos homens.
    A todas as mulheres que sofrem em silêncio.Bem hajam e denunciem!
    Luís Morna

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.