Não há pachorra…

Irei passar a Páscoa a Portugal. Mas não tenho tempo nem paciência para palhaçadas, já planeei atempadamente as minhas férias, inclusivamente já tive alguns gastos em reservas planificando a estadia. A solução mais avisada é viajar na TAAG ida e volta, evitando sobressaltos para os quais não tenho idade nem paciência. Claro que se não fosse português, provavelmente também escolheria outro destino, o que não falta é oferta…

Comments

  1. Hugo says:

    Como eu o compreendo. Com alguma frequência faço o trajecto Porto – Lisboa – Porto. Como também não gosto de palhaçadas, deixei de usar o comboio e agora vou sempre de autocarro. É mais barato, embora seja meia hora mais lento, mas pelo menos é de confiança.

    • José Rego says:

      Ho Hugo, faz o quê? Tem perdido salário? O autocarro é de confiança? E o comboi não? Qual foi o dia que a greve foi feita na hora sem aviso? Não é sempre avisado com antecedencia? E não existem serviços minimos? Ou o hugo é dos tais que acham que os outros não devem ter direitos? Só o Hugo sim tem o direito de ter sempre um funcionário, por mais que lhe cortem vencimento e direitos, ao seu dispor? .

      • Hugo says:

        É de confiança, porque eu não preciso de andar à procura de avisos de greve. Sei que na maioria esmagadora dos casos posso ir comprar o bilhete no próprio dia se assim o entender. É de confiança porque cumpre horários, coisa que na CP é coisa que nem sempre acontece. E eu não acho que as pessoas não devam ter direitos. Mas também acho que as pessoas devem ter bom senso. E os trabalhadores da CP estão muito longe de ser dos menos privilegiados deste país. Mas estão preocupados com quê? Com a CP ganhar dinheiro à vossa custa? Uma empresa que ano após ano apresenta prejuízo?

        • Maquiavel says:

          Ó imbecil, e já se sabe mutíssimo bem porque ano após ano apresenta prejuízo. Chamam-se “custos financeiros”, serviços de dívida que correspondem a 95% dos prejuízos totais.
          O resto… é da administraçäo que näo mete cobradores ou näo os deixa passar bilhete (veja-se o exemplo do Internacional Porto-Vigo e os comboios de Cascais).

          • Hugo says:

            Graças a Deus, há sempre desculpa para tudo. Agora são os custos financeiros da dívida. E dívida contraída para pagar o quê? Não será para pagar salários muito acima da média nacional; para manter aos REFORMADOS os mesmo privilégios que tinham quando estavam no activo; ou para manter em circulação composições que transportam cinco gatos-pingados por dia dar emprego a umas dúzias de amigos? Se é preciso reduzir custos, porque não reduzem os salários ou o pessoal? Em qualquer outra empresa é isso que acontece. A CP deve ser especial. Dê lucro ou prejuízo, faça-se uma ou 20 greves por mês, o dinheiro dos salários cai sempre certinho na conta. E depois armam-se em comunistas. São comunistas quando lhes vão ao bolso. Quando toca a defender os direitos dos desgraçados que ganham 500 euros por mês e pagam o passe mensal, põem-se a assobiar para o lado.

  2. jorge fliscorno says:

    É que não há pachorra mesmo.

  3. nightwishpt says:

    Não tem mal, quando houver muito menos serviço graças aos cortes fica toda a gente contente.

  4. José Rego says:

    Claro que sim ho António de Almeida, Na aviação é importante não ter sobressaltos por isso vai voar numa companhia que até foi proibida de voar na Europa por falta de segurança. Sabe o António que a TAP está entre as melhores companhias do mundo em termos de segurança? E sabe porquê? Pela excelencia dos seus funcionários que estão a saír porque estão a perder salário. O que diria o António se fosse o seu salário? E não estranha que pela primeira vez na história da TAP todas as profisdsões aderiram á greve? “Palhaçada” é falarmos do que não sabemos. “Palhaçada” é só vermos o nosso umbigo.”Palhaçada” é os Portuguese terem de “escolher outro destino” mas para trabalhar porque aqui querem que trabalhem de borla.Mas isso que lhe interessa, quando o “palhaço rico” está bem que se lixe o “palhaço pobre”.

  5. André S. says:

    Sem dúvida. Essa gente dos sindicatos estraga a vida e os planos de quem trabalha e depois põe-se muito chateados por o povo prejudicado por este género de palhaçadas queixar-se que está a ser prejudicado.

    E se a empresa também der prejuízo para afundarem-se ainda mais, melhor ainda.

    Quando mais depressa privatizarem toda esta treta, melhor. Não há paciência.

    • José Rego says:

      Chegou o André ás 22:24 não leu nada do que já tinha sido escrito mas não se coibiu de escrever mais uns disparates. Então o André S. é o unico trabalhador ? Faz o quê? Então conhece alguma luta de trabalhadores que não cause incómodo? Se conhece diga, porque descobriu a polvora. “chateados por o povo queixar-se”? Vive onde ? em que mundo? então os que fazem greve não são povo? são o quê? O que chateia os sindicatos é continuar a existirem ignorantes que por mais que os roubem e os “sodomizem” sentem-se contentes. O que sabe da TAP? e dos prejuizos? nada. “Quando mais depressa privatizarem toda esta treta, melhor” Sabe que existem empresas privadas? para onde quer ir? nimguem o obriga a viajar na TAP. Escolha outra, das tais “boas porque são privadas”. Quando não sabemos do que falamos mais vale estar calado.

      • Hugo says:

        Pois claro, “escolha outra companhia, porque o nosso salariozinho está garantido pelo Orçamento de Estado, faça chuva ou faça sol, haja lucro ou haja prejuízo”. Já agora em que mundo é que você vive? Não há cortes para todos? Porque raio os trabalhadores da TAP ou da CP haveriam de ser diferentes dos outros?

        • José Rego says:

          Sr. Hugo, eu vivo neste país o Sr. é que parece que não. Se soubesse do que fala, saberia que não entra um centimo do orçamento de estado na TAP. E esta hem. Está surpreendido? É o que faz limitar-se a acreditar no que dizem os burros do seu partido. Faz má figura, para não dizer outra coisa. Não , não á cortes para todos, ou também não sabe? E por haver cortes, já nimguém poderá contestar,é isso? Qual a ligação entre os trabalhadores da CP e os cortes? Afinal quem vive na lua? ou no casulo laranja? Leia antes de dizer asneiras.

  6. João Paz says:

    Caro António Almeida
    As “palhaçadas” como depreciativamente se refere à greve da TAP são a nossa ÚLTIMA ESPERANÇA de não ficarmos sem uma companhia aérea de bandeira portuguesa que possa servir os poprtruguieses espalhados por todo o mundo.
    Se esta greve não tiver forte adesão de quem lá trabalha não serão só os cortes de vencimentos e os despedimentos aos milhares será também a OFERTA a troco de meia dúzia de patacas de uma das últimas grandes companhias que possuímos.
    É certo que a má gestão (dos brasileiros masa não só) tem impedido a TAP de ter os proventos que deveria ter e, mais importante, tem igualmente impedido que sirva condignamente (em número e horários de voo) os portugueses espalhados pelos cinco continentes mas o seu desaparecimento SÓ PODE PIORAR os acessos desses mesmos cidadãos ao seu próprio país.
    Basta pensar que Lisboa e Porto ficarão como simples apeadeiros regionais, se isso acontecer, em desfavor,tudo o indica, de Barajas (Madrid). Eu não quero isso para o meu país será quie o António Monteiro o quer?

    • piet says:

      Ainda não percebi porque um pais bancaroto de aprox 10 mihões de habitantes precisa do luxo de uma linha aerea “de bandeira”. Quais outros paises deste tamanho têm isso?

      • Maquiavel says:

        A Finlândia, que tem só 5,5 milhöes de habitantes, entre outros…

        • piet says:

          Certo, mas o estado Finlandês só tem a volte 50+% e esta no processo de privatizar mais. O estado português ainda tem 100% na TAP. Além disso a situação económica da Finlandia comparado com Portugal…

      • José Rego says:

        Como é possivel tanta ignorância junta. Piet, antes de dizer disparates leia, informe-se, procure saber. Pesquise a quantidade de pequenos países com companhias aéreas, e basta na Europa. Depois vá saber a quem pertence a TAP. Para finalizar porque é um luxo ter uma compnhia de bandeira? será por ser uma das melhores do mundo? faz-lhe azia? Veja lá que até é quem faz a assistencia aos aviões da Finair. Santa ignorancia.

        • piet says:

          José Rego, para já: porque responde com uma ofensa pessoal quando eu estou a por uma pergunta? Eu pesquisei, sim. È simplesmente um escolha: Um luxo é uma coisa que não é essencial. Estamos aqui falar que o estado Português está a fazer cortes em áreas que eu consideria essenciais. Porque então não reduzir o impacto pela venda de uma parte ou toda de uma empresa estatal, que anos por ano custo e não lucre ao estado e está carregada de dívida. O problema é só que apesar de ser “uma das melhores do mundo”, ninguém a quer comprar. Porque?

    • Hugo says:

      Sim, os grevistas estão mesmo preocupados com o simbolismo nacional da TAP e com os portugueses terem ou não de fazer escala em Madrid…

      • José Rego says:

        O Hugo continua sorridente a dizer asneiras.Então os grevistas não querem saber com o simbolismo da TAP. Isto já não é ignorancia é estupidez. Perca, ou ganhe, um bocadinho de tempo e vá ver a situação da Ibéria depois de comprada pela British. Depois venha aqui falar.

        • Hugo says:

          Imagino o amor dos pilotos à TAP. Estou mesmo a ver que se aparecesse uma British a oferecer-lhes o dobro eles diziam peremptoriamente que não, que nunca trairiam a nação. Tenha paciência. Os pilotos, os ferroviários, os professores, os engenheiros e quaisquer outros profissionais só querem duas coisas: ganhar mais e trabalhar menos. Estão-se nas tintas se a TAP é um símbolo ou não, se a CP transporta muito ou pouco, se a escola ensina bem ou mal ou se a auto-estrada é útil ou nem por isso. Desde que o dinheiro caia, isso é o que interessa.

  7. fernando says:

    palhaçada é a inveja.

    palhaçada é não fazermos nada enquanto alguns lutam, por eles e pelos outros.

    palhaçada é ainda abrir o blogue para ver algumas opiniões de mais ou menos letrados, mais ou menos poetas, que falam de tudo, do que sabem e do que não sabem.

    palhaçada é não haver mudança,


    • fernando,
      palhaçada é referir-se ao post e blogue como se refere.
      o que eu vejo aqui é a opinião de um passageiro que se sente prejudicado.
      não a pode escrever num blogue sem tirar um curso de aeronáutica?

    • jorge fliscorno says:

      Até parece que alguém é obrigado a ler.

  8. jorge fliscorno says:

    As greves da TAP no Natal, Páscoa e Verão existem há décadas, não importa que conjuntura se vivesse. Para mim é simples, outras há com as quais posso contar. Agora é a conversa da privatização. Sim, vou acreditar.

    • João Paz says:

      Não só Jorge Filiscorno, há DE FACTO muitas mais razões mas essa é a que mais preocupa e deve concitar o apoio de quem não quer ver o que resta do país ir “pia abaixo””.
      Lembra-se da greve dos médicos?
      Claro que não defendiam SÓ o SNS mas que serviu de travão (talvez transitório é certo) às intenções do desgoverno e À VELOCIDADE com que as estava a concretizar lá isso serviu e por conseguinte serviu a mais de 90% da população. Tem dúvidas disso?

      • jorge fliscorno says:

        Tenha paciência. Três greves por ano na altura com mais passageiros, todos os anos? Não preciso de uma transportadora assim. Só um masoquista compra bilhetes na TAP nestes períodos.

        • João Paz says:

          Todos os anos???!!! Não lhe parece que CARREGAR NO EXAGERO prejudica o seu argumento?

          • jorge fliscorno says:

            1 Mar 2013
            8 Dec 2012
            28 Jun 2012
            6 Mar 2012
            17 Nov 2011
            2 Jun 2011
            27 Apr 2011
            24 Feb 2011
            3 Dec 2010
            22 Mar 2010
            28 Oct 2010
            8 Jan 2009
            27 Aug 2009
            4 Apr 2009
            17 Feb 2009
            19 Dec 2008
            1 Sep 2008
            12 Feb 2008
            23 Oct 2007
            18 Aug 2007
            30 May 2007

            Bem, cansei. Estas datas são de artigos publicados no Público sobre greves da TAP. Estão a um clique de quem quiser ver.

            http://www.google.pt/search?q=greve+tap+site%3Apublico.pt

            Basta ir às ferramentas de pesquisa e meter datas.

            Mas o exagero é meu, claro.

        • João Gomes says:

          Não Jorge fliscorno, você não é exagerado, é algo que não consigo adjectivar. Então para si as noticias sobre greves ou posssiveis greves , foram greves? Isto é de atrasados mentais

          • jorge fliscorno says:

            Atrasado mental é você, ó mal educado. Se você se der ao trabalho de ir ver os artigos verá que são notícias sobre greves que existiram e/ou foram desconvocadas. Cada triste.

  9. zuogmi says:

    típico emigrante a dizer mal de portugal; porque voltas cá se isto é asim tão mau? patego


  10. Portugal: o país em si é maravilhoso, as pessoas que o governam é que… Pronto, fazem disto um inferno.

    • zuogmi says:

      pois, os que saiem, não fazem nada para que isto mude, e depois vêm de outros países em que a situação não é tão má dizer que cá isto e aquilo, esses ajudam imenso; que cá isto é como é já nós sabemos, e que estamos a fazer para o mudar?

  11. Sara says:

    Realmente reconheço que todos tem os seus direitos mas a TAP já é um exagero!
    Além disso, neste momento em que TODOS tem que pagar as dividas feitas pelos governos, isto lembra-me outra situação: a dos multimilionários indignados reformados banqueiros…

  12. Pisca says:

    Conversa tipica de grunho que “aterrou” em Luanda e em 15 dias já se diz angolano desde pequenino e quer comer funge com os dedos

    Farto deles até aos olhos

  13. jorge fliscorno says:

    Já agora, eu acho que uma TAP nacional é estratégico para a afirmação do rectângulo no contexto da península. Mas acho também que uma classe profissionalmente muito bem paga e em alguns casos formada na FAP tem tido uma estratégia predadora sabendo que, não importando os prejuízos, o estado estará lá para compor.

    • João Gomes says:

      A ignorancia de quem não sabe do que fala e diz asneiras. Digno de burros. 1-“uma TAP nacional é estratégico para a afirmação do rectângulo no contexto da península” O que é isto??? Sabe que uma das remvindicações é para manter a TAP nacional? 2- “classe profissionalmente muito bem paga” Quem? todos os trabalhadores que aderiram a esta greve?, os mecanicos?, os administrativos? os porteiros? os das cargas?etc etc? estes tamb´em foram formados na FAP? Ou para si a TAP só tem pilotos? 3-“estado estará lá para compor” Se não fosse a sua ignorancia saberia que o estado á muitos anos que não dá um centimo para a TAP. Porque não é permitido pela União, sabia? não claro que não sabia, o que lhe interessa é atacar trabalhadores que defendem os seus direitos. Se quizer aprender um bocadinho para acabar a asneirada, tente informar-se.

      • jorge fliscorno says:

        Burro é você que nem sabe interpretar o que escrevi. E tem a lata de vir para aqui querer limitar a minha liberdade de opinião. Vá para casa, ó ditadorzeco.

      • jorge fliscorno says:

        OE 2013. TAP vai receber menos 35% e Refer vai receber mais 5 milhões do OE
        Além dos cortes já antes anunciados, de 38 milhões na RTP ou menos seis milhões de euros para a Lusa, realça-se também o corte de 2 milhões nas indemnizações a pagar à TAP no próximo ano, assim como a redução em 40% das indemnizações previstas para a SATA, que irá receber 6,9 milhões de euros do Estado contra os 11,5 milhões recebidos este ano.


        • Só tem um defeito,para já, o seu 2º nome é feio.Posso estar a ver mal, mas não me soa muito bem! Desculpe, são gostos é verdade. Foi só para animar um pouco o cinzento clima, sr.Jorge Fliscorno! Boa noite.


  14. Sim senhor! Ou estás comigo,ou contra migo e baixas a bolinha ou és tratado abaixo de cão! Ninguém pode ter opiniões contrárias. Alguns dos senhores comentadores ainda não perceberam?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.