O Tractor e os *tratores: Toni, o Grande

A partir de hoje, infelizmente, depois do despedimento de Toni, o Grande, as ocorrências de tractor diminuirão drasticamente em órgãos de comunicação social que capitularam (pois, capitularam; a propósito, a interpretação do Brian Jones é soberba) perante a inenarrável proposta ortográfica adoptada pelo Estado português. A não ser que haja reflexão profunda e necessária, além de respectivas e adequadas medidas (esperemos pelas conclusões), doravante, só órgãos de comunicação social de referência em ortografia portuguesa europeia adoptarão a grafia correcta. Entretanto, ficámos a saber que a maior fábrica de *tratores do Irão é dona do Tractor. Sim: Tractor porque *tratores. Exactamente. Percebemos perfeitamente. .

Tractor

Comments

  1. anon says:

    excelente post!

Trackbacks


  1. […] A propósito de Marx, darei futuramente nota das minhas impressões sobre a interpretação de Michel Poncelet e espero poder abstrair-me da sublime prestação do Brian Jones.  […]


  2. […] o Tractor, da maior fábrica de *tratores do […]


  3. […] Sim, o Tractor. Exactamente, o Tractor de Toni, o Grande. […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.