Ao menos podiam ter pintado de azul

censura mural
A tradição já não é o que era. A censura agora usa cinzento, a cor dos que nos governam.

Comments


  1. É onde?


  2. Está tudo à vista, descaradamente à vista….

  3. Konigvs says:

    Não sei onde é isso, mas no Porto tenho visto valentes merdas, em que a suposta nova pintura fica uma valente cagada, bem pior e chamando mais as atenções, do que o pequeno sarrabisco que lá estava antes.
    Não decapam a tinta velha, e passam só uma demão por cima, conseguindo-se ver na mesma o que estava por baixo, ficando assim uma dupla cagada.


  4. Parece ser no alto de Campolide…

  5. José Antunes says:

    A parede era do pintor? O pintor foi comissionado para fazer aqueles rabiscos? Ai não? Era apenas vandalismo? Ah bom. Deve ter sido uma nacionalização da parede, em nome do povo. Assim é claro que o estado de direito pode e deve ser suspenso só para fazer as vontades dos vândalos das extremidades políticas cá do burgo.


    • Estás a precisar de passar fome.

      • André F. says:

        É por essas que dou graças a deus não termos caído noutra ditadura, daquelas que tu gostavas, após o 25 de Abril. Abençoado 25 de Novembro. Se não tivesse ocorrido teríamos o país a ser oprimido por gentinha como tu, que manifesta tanto regozijo ao pensar na possibilidade de pôr a passar fome pessoas que não partilhem da tua cartilha nem afinem pela tua batuta.

        • nightwishpt says:

          Ainda bem, que agora podemos passar todos fome em conjunto para alimentar uma elite corrupta que não percebe uma vírgula de economia.
          Pós-troika… lol.


    • Não dá para ver que o resto da parede não foi borrado, pois não? Há sempre um capacho a defender a pura censura político. E quem nele limpe as chinelas de quarto.

  6. jorge (fliscorno) says:

    De lápis azul a trincha cinza.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.