“Eleito com 50% dos votos”,

diz o Primeiro-ministro turco Erdogan, para usar o argumento da legitimidade democrática. Resta saber quantos votaram, isto é, o que representa 50% desses cidadãos eleitores. Não há volta a dar-lhe: a democracia representativa não funciona em lado nenhum.

Comments

  1. Fernando says:

    Os tiranetes democráticos da nossa era têm que entender uma coisa, e não me refiro apenas à Turquia…
    Democracia só por si não vale, existe uma constituição, ou seja, regras básicas de senso comum às quais os eleitos democraticamente (seja por 35% ou por 80%) estão subordinados!

    Como toda a gente sabe, ou devia saber, Hitler foi eleito democraticamente, isso legitima o que ele, e os crápulas sociopatas que o rodeavam fizeram? …


    • Claro que não. E aquilo era o nazismo, e por toda a Europa a ditadura está presente, aqui não é diferente, e na Turquia muito menos. Casos muito diferentes é verdade, pois aqui é uma ditadura moderna, lá na Turquia nem por isso. Mas Fernando tem toda a razão, não é só porque está lá no papel que é democracia, que ela existe.


  2. É preciso uma REVOLTA MUNDIAL , está tudo errado
    em todas as políticas mundiais , sejam elas de esquerda
    ou de direita .


  3. É só ver o que se passa na nossa porta. Os nossos politiqueiros, também enchem a boca para usar a palavra legitimidade e fazerem assim o que lhes dá na real gana. Enquanto o voto for considerado apenas e só uma procuração de plenos poderes passada a alguém que nos engana para o obter e não tivermos nós, o direito de a qualquer momento a poder revogar, vamos continuar a ser vitimas destas tiranias.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.