A Carta de demissão de Gaspar

A carta!

Que pelos vistos já tinha seguido em Outubro… Mas, já agora uma questão existencial – é possível alguém demitir-se de uma coisa que não existe?

E como fica aquilo sem um Primeiro-ministro?

Comments

  1. LUIS COELHO says:

    SEM O MERDOSO QUE TEMOS ACHO QUE FICAVA UMA MARAVILHA!


  2. Continua na mesma aberração . Não era só o Gasparzinho o único culpado . Culpar só o ex-Ministro do Cacau e da Meteo-
    rologia é uma falsa questão ..

  3. Maria João says:

    Passos Coelho podia aproveitar a boleia e fazer o mesmo. Era tão bom! Um pequeno lenitivo para a dor que é não ter emprego, ter emprego e o dinheiro mal chegar para sobreviver, isto tudo e ver os filhos e os amigos mais próximos partir, ver os pais chorar porque pouco sobra da pensão para ajudar os filhos… Gaspar vai tarde. Maria Luísa Albuquerque… espero que faças parte da estratégia suicida do futuro ex primeiro-ministro. E que quem vem a seguir que trate com decência de resolver PPPs, Swaps, BPNs e BANIFs… Se assim não for que fique quieto.

  4. edgar says:

    “…exige que cada um assuma as suas responsabilidades. Não tenho, pois, alternativa senão assumir as responsabilidades que me cabem.”
    Estou convencido que ainda vão aparecer novos ajustes de contas.
    É o “funcionamento normal das instituições” na versão Cavaco Silva.


  5. A divulgação é estranha. O que andarão a tramar ?

Trackbacks


  1. […] carta de de demissão de Vítor Gaspar, um tipo de documento que não costuma ser público, muito pelo contrário, e tanto embaraço […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.