Os novos monstros

Compreendemos o processo: quanto mais um governo esmaga, com as suas políticas, as aspirações de um povo, mais necessita de, através de medidas mais ou menos caricatas, mais ou menos repugnantes no seu cinismo, fingir que se preocupa muito com a felicidade das populações. Como aquele ladrão que nos rouba uma carteira com mil euros e nos dá uma nota de cinco para que tomemos o táxi para casa, vangloriando-se da sua generosidade. Os exemplos multiplicam-se (lembremos, pelo seu ridículo, o momento em que a ministra Cristas nos quis proteger a saúde proibindo-nos o convívio caseiro com mais de três animais domésticos). Alguns, aparecem na área da saúde que, dada a sua sensibilidade, se presta muito a estas habilidades para hipnotizar patos. Uma das preocupações que os governos gostam de ostentar é a dos malefícios do tabaco. Longe de mim contrariar este desiderato. Porém, não é difícil detectar, nesta como noutras questões, as contradições e hipocrisias que as parasitam. Mas, pensávamos muitos de nós, este tipo de circo tem limites. Haverá um momento em que as pessoas acharão que as estão a tratar como imbecis. Haverá mesmo? As novas disposições sobre as fotos a publicar nos maços de cigarros não deixarão de por à prova este ponto. Quando li num oráculo de um telejornal que tais fotos incluiriam, a cores e em grande evidência, imagens de caixões de crianças, não liguei muito. Sabemos bem o nível de disparate a que estas “bandas passantes” podem chegar. Mas fiquei a remoer a coisa; que diabo, é o governo do Passos. Capaz das idiotices mais broncas. Agora que vejo tudo confirmado; agora que tomei conhecimento das quarenta e duas (http://www.publico.pt/n1695273 ) fotos em causa; agora que sei que isto é mesmo a sério, penso na distância que vai entre um tonto e um psicopata e sei que esta vai ser uma noite mal dormida. Temam: os (novos) monstros andam aí. E dizem que vos amam extremosamente – como a aranha dizia à mosca.

Comments


  1. Concordo com o post; mas a estatistica -diminuição constante do uso do tabaco contraria narrativas alarmistas de que as medidas são pura especulação.

  2. joão lopes says:

    se uma imagem vale mais que mil palavras ,estas “imagens” só confirmam que o actual governo esta cheio de gente que adora…pornografia(não estou a moralizar,apenas a dizer que quando se esgota o bom senso,normalmente acaba-se a fazer “figurinhas pateticas e muito piedosas e compugidas tipo cristas “)

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.