Desvendado o mistério da “longevidade” de Dias Loureiro

DL

Creio ter desvendado o mistério da longevidade de Dias Loureiro. Não me refiro, claro, aos 63 anos bem vividos, parte deles a mamar na teta do Estado, outra parte no banco fraudulento do cavaquismo. Refiro-me a forma com vem fintando a “extinção”. Até porque trafulhas políticos é o que não falta neste país. Dias Loureiros são mais raros. E o segredo parece estar nos amigos e aconselhados. E nessa massa una que é o bloco central.

Dias Loureiro foi ministro de Cavaco Silva, com quem tem uma amizade de longa data conhecida por todos e que ficou mais que provada pela forma como habitante do Palácio de Belém o protegeu no Conselho de Estado assim que a hecatombe BPN começou. Depois veio Guterres e o Dias foi-se fazer à vida para a quadrilha do Oliveira e Costa. Entretanto sai Guterres e entra Durão “mordomo” Barroso, homem que contou com o apoio inequívoco de Dias Loureiro. Durão fugiu e a linha de sucessão ditou a ascensão efémera de Santana Lopes, que Dias Loureiro aconselhou a resignar antes de Jorge Sampaio o recambiar para o social, não sem antes defender a sua legitimidade enquanto líder do PSD e primeiro-ministro. Santana deu lugar ao “menino de ouro” socialista e o Dias, convidado para dizer umas palavras na apresentação da biografia de Sócrates em 2008, desfez-se em elogios ao agora recluso nº44, destacando a “sensatez”, a “prudência” e, em suma, o grande “grande homem” que, injustiça das injustiças, está hoje atrás das grades. Entretanto temos este indivíduo medíocre que nos (des)governa e quem foi o seu conselheiro de referência? Isso mesmo: Dias Loureiro. E como se isso não fosse suficiente, o futuro ex-primeiro-ministro ainda o veio elogiar publicamente pelo exemplo de “empresário bem-sucedido” e outros absurdos, desmontados com relativa facilidade pela revista Visão. Pelo meio fortes amizades com distintas personalidades como o incontornável Relvas ou o “irmão” Jorge Coelho são ilustrativas sobre a forma como este personagem se move pelos corredores do poder.

Posto tudo isto, alguém acredita que com todos estes amigos, ainda por cima gozando de um raro estatuto de imunidade, alguma vez Dias Loureiro será colocado frente-a-frente com a justiça? Poucos devem conhecer os podres da nata estragada da política como este indivíduo. Mais rápido vai o Cavaco para a cela 45…

Comments

  1. António Cabral says:

    Boa tarde. Salvo melhor opinião as suas palavras refletem bem a triste realidade. Entre muitas outras ligações, creio que se esqueceu de uma que pode ser perfeitamente citada: não há uma ligação muito estreita a Ferro Rodrigues?
    Cumprimentos.
    António Cabral

  2. Eleitor says:

    Convirá, também, não esquecer a amizade com o “Menino de Ouro”

  3. maria celeste ramos says:

    Nem tudo o que luz é oiro

  4. NIKO says:

    a foto mostra com toda a clareza a quadrilha de malfeitores incompleta .


  5. O socras serve só para bafar milhentos casos de corrupção, é óbvio que um dia vai para belém, até lá serve de saco de pancada para os amigos se safarem, ele não se importa de comer caviar na choldra.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.