Até quando durará esta mentira?

PPC NB

No debate de ontem com Catarina Martins, Pedro Passos Coelho voltou a insistir no conto para crianças que o J Manuel Cordeiro desmontou de forma simples e objectiva. Ficam aqui algumas citações do primeiro-ministro, que ontem voltou a negar a realidade, aumentando o stock de mentiras com que insiste em bombardear os portugueses:

Ao contrário do que a senhora deputada Catarina Martins disse, o estado não perdeu dinheiro e portanto os contribuintes não perderam dinheiro com o Novo Banco. Nem irão perder. Quer dizer, o Estado emprestou ao Fundo de Resolução 3,9 mil milhões de euros, que vai receber porque emprestou, vai receber, e vai receber com juros, como de resto fez relativamente a outros bancos.

Não há nenhum impacto directo para os contribuintes, e não há porque será a banca que irá pagar qualquer prejuízo que possa haver, se houver prejuízo. Segundo, se isso acontecer, claro que o banco público que é e CGD terá a sua parte nessa matéria. Mas, nós não podemos querer ter um banco público para muitas coisas e depois, quando se trata de serem os bancos a pagar a factura, não ter custos.

a que acrescentou uma declaração de interesses que ilustra toda uma agenda:

Mas quero reafirmar a confiança que tenho, quer no governador quer no Banco de Portugal, para proceder à alienação de maneira que o sistema financeiro pague o menos possível de prejuízo, se houver prejuízo.

Finalizo com outra citação, desta feita da líder do BE, que de forma curta e certeira resumiu a situação:

No Novo Banco há dinheiro público, há decisão do governo e há prejuízo para os contribuintes. E portanto tentar fazer de conta que isto não é verdade não cola.

Cabe aos portugueses decidir se querem ou não acreditar neste conto para crianças. A mentira acabará por cair por si.

Novo Banco PPC

Comments

  1. Ana A. says:

    Eu sinto calafrios com as sondagens! Claro que as sondagens são manipuladas e servem, precisamente, para manipular a opinião pública e apelar ao voto útil. Em mais de 40 anos sempre os mesmos, cansa. Pobre Portugal, com 48 anos de fascismo e 41 de alternância, sem alternativa!


  2. O dinheiro dos contribuintes á o que lhes fica no bolso depois de pagarem os impostos.

  3. NNIKO says:

    MENTIROSO

Trackbacks


  1. […] campanha chegamos a ouvir o ainda primeiro-ministro afirmar, confiante, que o Estado iria arrecadar lucros generosos no final de todo este processo. Mas não terá sido […]


  2. […] registou prejuízos de 552 milhões de euros na operação bancária em Portugal. Resta-nos saber até quando durará esta mentira e quando chega a factura. E você, também acredita que o prejuízo da venda do Novo Banco não […]


  3. […] o caro leitor. Até porque a factura está a sair do seu bolso. Por muito que lhe tentem vender o embuste da intervenção lucrativa ou o tentem fazer de otário. Resta saber quem são os piratas que elaboram estes índices. Valem […]


  4. […] de 3% – que mais do que uma promessa, era uma questão de honra – ou do Novo Banco que não ia ter impacto directo no bolso dos contribuintes, mas hoje fico-me pelo embuste da […]


  5. […] Pedro Passos Coelho e Maria Luís Albuquerque terão que nos explicar muito bem explicado aquele velho conto para crianças do banco privado destruído por criminosos impunes, que foi resga…, mas cuja conta, até ao momento, supera os 4 mil milhões de euros. Valerá Sérgio Monteiro o […]


  6. […] tentou avisar que isto podia correr mal, mas quem a sabia toda era o Antero. Venderam-nos uma mentira, e o país engolindo e pagando, ao sabor das contradições que se multiplicavam, quiseram fazer […]


  7. […] tornar-se aborrecida. Outros casos poderiam aqui ter sido enunciados, do embuste da saída limpa ao caso do Novo Banco, que não teria impacto no bolso dos portugueses. Podíamos até gastar mais algumas linhas a […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.