Que nunca descanses em paz, João José Cardoso

Por Rui Rocha no Delito de Opinião.