Prender banqueiros criminosos? Sim, é possível

Iceland

Nesse estranho país chamado Islândia, a justiça já condenou 26 banqueiros a penas de prisão efectiva por crimes financeiros que tiveram impacto directo na crise financeira que em 2008 deixou o país de rastos. Gente grande e poderosa. Como se consegue este feito? Parece que, por aqueles lados, existe um sistema de justiça que funciona. E esse funcionamento abrange banqueiros, ao contrário daquilo que acontece por outras paragens.

Por cá, na pátria dos brandos costumes, nada disto acontece. Em contrapartida, vão-se arranjando umas prisões domiciliárias de conveniência e quem paga a factura desta lucrativa forma de criminalidade somos nós. E como se isso não fosse suficiente, ainda temos que ver/ouvir um primeiro-ministro tecer rasgados elogios a uma dessas personagens. O que na Islândia é considerado um criminoso, é por cá tido como uma referência. Pelo menos para Pedro Passos Coelho.

Comments

  1. Carvalho says:

    Em Portugal torna-se difícil prender banqueiros criminosos, já que quem o devia ordenar e fazer não passa de lacaio/funcionário desses mesmos banqueiros criminosos.
    E, uma vez saídos do poder, será na administração de um desses banqueiros que vão aguardar tranquilamente a reforma.
    Ora os nossos políticos até podem ser imbecis, mas não mordem a mão que os alimenta.

  2. Konigvs says:

    “Quem manda é quem paga”.
    (Ferreira Leite)

  3. ZE LOPES says:

    Bem sei que nós não somos a Islândia, mas estaria ao nosso alcance criar condições prisionais semelhantes para os nossos queridos bancadeiros. Uns mesitos de dieta à base de bacalhau e carne fermentada de tubarão não estaria mal…

  4. martinhopm says:

    Mas a Candidinha Almeida não apregoou para quem a quis ouvir que em Portugal não havia corruptos?! Então como querem prender banqueiros & sequazes ? É UMA IMPOSSIBILIDADE, neste país à beira-mar plantado, onde o sol aquece, o rosmaninho cheira, o Benfica e o Eusébio são os maiores, Fátima vela por nós e os costumes são bem brandinhos.


    • Até estavas a falar mais ou menos mas aproveitares uma situação destas e muito distante dos parâmetros equitativos (BENFICA e EUSÉBIO) por isso mesmo te vou faltar ao respeito e mandar-te levar no cu

  5. luis barreiro says:

    Vergonhoso é os funcionários públicos da Islândia não poderem fazer greves, e neste momento terem de utilizar o estratagema da doença para faltarem ao trabalho, e os direitolas não falarem disso.

  6. antifascista says:

    Apelo ao António Costa , Marinho Pinto , para ministro da JUSTIÇA


  7. Prende- Los até pode ser possível e limpar-lhes a fortuna acumulada será possível?

Trackbacks


  1. […] Nem só de luta por mais justiça social se faz a nossa necessidade de perder a vergonha. Há que perder também a vergonha de seguir o exemplo islandês. Sim, a Islândia. Esse estranho país que permite que se resgatem pessoas em vez de bancos e onde – pasmem-se – é possível prender banqueiros criminosos.  […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.