A claustrofobia democrática de Passos Coelho e a activista que vai a julgamento por ter pedido a demissão dele

Activista vai a julgamento por exigir demissão de Passos Coelho no Parlamento

A Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis, vem por este meio prestar a sua total solidariedade para com a activista Ana Nicolau, que será brevemente ouvida em tribunal por ter exigido a demissão de Passos Coelho no Parlamento, em Março passado. Este julgamento representa a falta de liberdade de expressão, associada à desresponsabilização política de governantes que, como o anterior Primeiro-Ministro, não cumprem as suas responsabilidades fiscais e sociais, recebendo tratamento especial pelo seu posicionamento político. [daqui]

Ao mesmo tempo que o PSD ensaia recuperação do discurso da asfixia democrática, Ana Nicolau sufoca com a perseguição movida pelas forças políticas que suportaram o anterior governo.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    E têm toda a razão por pô-la em tribunal.
    O caso em questão – falta de cumprimento de obrigações fiscais e sociais – é, para qualquer cidadão, motivo de prisão e confiscação de bens.
    Prisão era o que deveria ter sido pedido pela activista.
    E quem poupa esta gente, nas mãos lhes morre.

    • Maria João says:

      Tanta petição para tanta coisa, bem podia haver uma a apelar pela vergonha de PPC e pela desistência da causa!
      E pela democracia, que tanto custa a está direitalha engolir!!

  2. Maria Resende says:

    Depois dêem notícias do que se passou.PPC há muito tempo perdeu a vergonha.Agora pinta o cabelo e o que lhe resta de neurónios lá se vai! Cadeia mas é com ele e com o Portas!

  3. Augusto Ricardo says:

    Se a jovem vai a julgamento é porque o quadro jurídico assim o permite ! Há uma tendência anarco-irresponsável por parte de alguns jovens “nascidos das cinzas” para com as regras jurídicas e para com o poder instituído ! Lutar pelos direitos em assunção de uma tendência por vezes “desportiva” não é de todo desrespeitar a democracia , por exemplo quem neste momento está no governo e a forma como o faz decerto não me agrada e muito menos a forma “iudinêsca” como se constituiu no entanto como a C.R. fala mais alto terei de respeitar ! Assim mandam as regras ! E não insultar !! Reclamar quando atentam contra o nossos direitos em sede própria se possível mas civilizadamente ! NÃO CONFUNDIR LUTA PELOS DIREITOS COM DIREITO AO INSULTO ! ESTE SÉCULO É SEM DÚVIDA O MAIS VERGONHOSO DO PLANETA TERRA !!

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Então que tal falarmos de DEVERES e da forma irresponsável como o seu não cumprimento é julgado pela nossa justiça?
      Não deve ser necessário falar de exemplos, penso eu…

    • Rui Silva says:

      Já para não falar do sentido anti-democrático da jovem, que pretendia fazer valer a sua opinião acima de uma eleição democrática.

      Rui Silva

      • Nascimento says:

        Pronto. Cada vez que venho ao tasco e apanho com o rançoso do Rui dá -me logo vontadae de ir a correr pró wc! Ao menos isso, já não tenho de tomar nada para c…r ! Ganda Ruizinho! Afinal sempre serves para qualquer coisa…

      • A.Silva says:

        Fascistazinho, tu gostas é de ver as pessoas caladas!

    • Nascimento says:

      Eu diria mais!!! ESTE SÉCULO E TODOS OS OUTROS PARA TRÁS E OS QUE VIRÃO!!!! UMA MISÉRIA!!! OMESSA…
      VERGONHOSO,VERGONHOSO, VERGONHOSO!!
      AI QUE TÃO EDUCADO QUE EU SOU!!! UI,UI,UI,UI.UI.UI.UI…..

      P:- Ó MARQUÊSA CAGOU-SE?
      R;- EU? F…..-SE!!!

    • Pedro Maria de Barros Fernandes says:

      ó seu anormal os jovens nasceram de pai e mãe, e como qualquer cidadão tem direito à indignação, que você seu anormal seja uma ovelha ranhosa nascida de cinzas e que aceita tudo sem protestar é lá consigo, não queira é obrigar outros a seguir pela sua cartilha

  4. fernando Pereira says:

    A baixeza da linguagem traduz bem o nível de quem se julga com direito a apendiz de cidadão, para o que não foi nem está preparado.
    Se pretendem assumir-se com direitos , deve respeitar o sistema , quem o representa , possa ou não estar de acordo com êle, mas que a maioria dos seus concidadãos escolheu para governar.
    Ou precisam de uma instituição militar para o fazerem?
    Péssimo exemplo dum sistema que se diz democrático, e que não ensinou os seus alunos a respeitar quem dêle faz parte,quer como governantes , quer como pessoas, por outras que nem êsse nome merecem no contexto da nossa ordem politica.

    Podereremos dêles não se gostar, mas há que os respeitar, como às Instituições que representam.

    • Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

      Caro Fernando Pereira:
      Estamos de acordo sobre a linguagem.
      Mas há um ponto que me parece fundamental, que aborda na sua comunicação e que se chama RESPEITO.
      Embora de provecta idade sempre ouvi dizer que quem quer ser respeitado, tem que se dar ao respeito. E dar-se ao respeito é, por exemplo, cumprir com as obrigações fiscais e não mentir despudoradamente.
      Não lhe vou citar aqui casos de enorme falta de respeito que o Estado, nas suas principais figuras teve para com um povo. Mas lembro-lhe que eles são mais que muitos.
      E não há só direitos, quer da parte de quem governa, quer da parte de quem é governado. Há também DEVERES.
      E esta gente que nos governa atropelando sistematicamente a lei deveriam dar exemplos em vez de propiciar este tipo de coisas. Todos temos direito à indignação e a hipocrisia dos nossos governantes, a sua falta de exemplo, a exigência dos seus direitos e o allijar dos seus deveres e responsabilidades, não podem deixar gente de bem sem reacção.
      É assim que interpreto o comportamento da activista e reconheço.-lhe, no mínimo, a coragem de se fazer ouvir, enquanto os prevaricadores, em vez de se justificar ou responderem perante a justiça, apenas brandem a palavra, direitos.
      Esta democracia, que o não é, já bateu no fundo e a razão é a mesma que tem conduzido o nosso país a estados sucessivos de depressão ao longo da sua história: a inexistência de fuguras com sentido de Estado. Tem-nos aparecido até hoje, excepto honrosas excepções, um grupo de oportunistas que encontraram na vida pública uma forma de ganhar dinheiro.
      E os escândalos são mais que muitos e a Justiça não os resolve.
      É bom não esquecer que ao lado da palavra DIREITO, corre sempre a palavra DEVER, Isto para gente de bem, está bom de ver.

    • Nascimento says:

      Deves estar a brincar! Sabes o que significa a palavra baixeza? Eu explico-te: baixeza de caracter, ética, tem todo o filho da puta que adorou despedir milhares de Mulheres e Homens com uma politica de empobrecimento deste pais!!! Isso e’ baixeza! Eu já aqui o disse e torno a afirmar: quando me f…m gosto que ao menos me beijem! Não tenho palavrinhas nem salamaleques para filhos da puta que me vão aos bolsos e nem pagam impostos,e ainda pior, são tao cobardes nas desculpas dadas que nem há palavras….” elevadas”! Percebes-te?

Trackbacks


  1. […] guardado para mais tarde. É o que se arranja. É claro que se passou uma borracha sobre a palhaçada, essa sim digna de ditadura, que teve lugar em sede […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.