Exactamente, Paulo Baldaia

De mal a pior

Deixar uma resposta