Um arraial de porrada

“E que tal uma manifestação contra os feriados repostos?” António Filipe, debate do Orçamento de Estado 2017

Seis minutos a bater no saco deve dar KO.

O estado do desespero

Rui Naldinho

A PAF está zangada, irada, e em estado de desespero.

O debate deste OE 2017 teve momentos hilariantes, protagonizados por vários deputados da PAF, muito mais preocupados com as posições do BE, PCP e Verdes, do que com o documento OE2017 em si.

  1. Abreu Amorim acusa BE de “estar à venda” por “um naco de poder”
  2. João Almeida acusa partidos da esquerda de serem “idiotas úteis” ao PS
  3. CDS acusa PCP e BE de incoerência ao aprovarem o Orçamento

[Read more…]

Donald Trump e o Acordo Ortográfico de 1990

trashiest

© F.M.Valada (Washington Square Park, 4/11/2016)

Hablo de estructura como podríamos decir la estructura de esta mesa o de esta taza; es una palabra que me parece un poco más rica y más amplia que la palabra forma porque estructura tiene además algo de intencional: la forma puede ser algo dado por la naturaleza y una estructura supone una inteligencia y una voluntad que organizan algo para articularlo y darle una estructura..

— Julio Cortázar, “Clases de literatura – Berkeley, 1980

[P]sychological laws for Husserl express causally determined, exceptionless, connections in successions of events, stated with respect to an idealization similar to Chomsky’s ideal speaker.

— Jerrold J. Katz, “Language & Other Abstract Objects

Have you read Tom Wolfe’s book?

It’s so uninformed and distorted that it hardly rises to the level of meeting a laugh test.

Noam Chomsky

***

Há cerca de dois dias, algures no Rockefeller Center, assisti a uma entrevista concedida por Anthony Scaramucci e fiquei a saber que  vários economistas, entre os quais oito vencedores do Nobel [Read more…]

Era uma vez em São Pedro da Cova

cova

A reportagem da TVI, de visualização obrigatória, é de Julho de 2015. Apesar das evidências, gritantes, até ao momento nada aconteceu. Ou então a justiça tem sido tão eficazmente recatada, conduzindo investigações tão cuidadosas quanto discretas, que um dia destes acordamos e damos de caras com meia-dúzia de figuras políticas de topo no banco dos réus, para um julgamento que, apesar do estrondo que causará, tenderá a surtir poucos efeitos práticos. Se surtir algum. Afinal de contas, estamos em Portugal.

A história tem duas décadas, atravessou vários governos, e tem ministros, secretários de Estado, dirigentes públicos e partidários, autarcas e empresários com estreitas ligações ao poder como protagonistas. Está associada a financiamento europeu, obtido de forma fraudulenta, pela mão dos mais altos representantes da República. Tem tráfico de influências, fraude fiscal, branqueamento de capitais, crimes ambientais e corrupção. Representou e ainda representa um atentado contra a saúde pública, tendo diferentes estudos e pareceres técnicos apontado para a perigosidade de níveis de toxicidade altamente nocivos para qualquer forma de vida. E tem muito, muito dinheiro envolvido. [Read more…]

A imagem assimétrica de José Sócrates?

Rui Naldinho

Acredito que a obra Dom Profano seja um bom trabalho na área da Liderança e do Carisma. Tudo temas que devem deixar Sócrates com a libido em alta.
Não deixa de ser irónico, para alguém que começou a vida como licenciado em Engenharia fazendo projetos de duvidosa qualidade urbanística, passando por quase todos os lugares da política, ele ter acabado após uma derrota eleitoral, a estudar filosofia em Paris.

[Read more…]

Balaústre apócrifo

balaustrada

“Não vai assim há tanto tempo que as nossas cidades eram verdadeiras estrumeiras a céu aberto. Havia o bizarro costume de despejar nas ruas, muitas vezes lançando-a da janela ou da varanda, toda a espécie de porcaria, espalhando por todo o lado um odor nauseabundo, fazendo do espaço público uma gigante latrina, caldo de pestes e outras maleitas antigas.
É, contudo, da natureza humana, rapidamente habituar-se à sujidade e até fazer dela um modo de vida, pelo que depressa deixa de estranhar o cheiro a estrebaria e mais depressa ainda faz dele o seu bafo natural. Quanto mais se espalhar o esterco – julgarão -, menos se notará a sua pestilência, como tão bem fará notar o poeta no seu futuro slogan:

– Primeiro estranha-se, depois entranha-se.

[Read more…]

A deriva esquerdalha do CDS

refem

Quando Portas se demitiu, o PSD ficou refém do CDS-PP. Quando Costa se alinhou com Cataria e Jerónimo, o PS ficou refém do BE, do PCP. No segundo caso, contudo, há dias em que o cativeiro se inverte, reverte e torna a inverter. Tem dias. E por estes dias, que foram dias de orçamento, assistimos a um novo sequestro. Pela voz de João Almeida, motivo pelo qual convém ter alguma cautela, o CDS-PP apanhou a esquerda desprevenida e encarcerou, de uma assentada só, o Bloco e o PCP. [Read more…]

Abramovic, Clinton e Trump

Uma artista (performer) jugoslava intrometeu-se nas eleições americanas, por via do correio electrónico de John Podesta, o director de campanha de Hillary Clinton. Estará em causa um jantar com características alegadamente peculiares.

Não desfazendo do tal jantar, Marina Abramovic merece ser ouvida.