A Cadeira que tramou Salazar, o Putin português

Foi a 3 de Agosto, do ano da graça de 1968, que o nosso Putin caiu da cadeira e bateu com a cabeça no chão. Foi pena não ter acontecido mais cedo, mas ditador que é ditador é sempre difícil de derrubar, mais ainda quando têm o respaldo da NATO, toda ela liberdade e democracia. Foi preciso vir uma cadeira. A Cadeira! Para sempre grato, Cadeira.

José Eduardo dos Santos, o revolucionário que se transformou naquilo que arriscou a vida para combater

José Eduardo dos Santos foi um revolucionário que, desde muito jovem, lutou contra o regime fascista do Estado Novo, pela libertação de Angola. Cresceu do lado certo da luta.

Porém, como tantos revolucionários que, num determinado momento da história, foram fundamentais para a emancipação do seu povo, Zedu transformou-se naquilo que combateu: um cleptocrata, coadjuvado por uma oligarquia de criminosos, que silenciou a oposição com brutalidade e se apoderou dos recursos do Estado como se fossem seus, que em boa verdade eram, porque o Estado era ele.

[Read more…]

Qual é o mal?

Nenhum.

Se fazemos negócios e consideramos os carniceiros sauditas nossos amigos e aliados, não há-de ser o novo BFF de Donald Trump que fará grande diferença. Pulhas of a feather flock together.

Estou Preocupado, Ando a Ficar com uns Tiques Esquisitos, Quase de Ditador!

ACABEMOS COM OS IDIOTAS DO NOSSO PAÍS.

 

Isto, para os meus lados, anda a ficar esquisito.
Nunca gostei muito de partilhar decisões, mas sempre partilhei o poder que tive. Em toda a minha vida deleguei poderes responsabilizando as pessoas pelas suas decisões. Sempre entendi que entre todos se pode chegar a decisões que sejam boas para toda a gente, e que não há nem pode haver os que ganham com a perda dos outros.
Vem isto a propósito das greves que têm grassado por todo o País, em especial as que, debaixo da capa da defesa intransigente dos seus (deles) direitos, para além de visarem o prejuízo das entidades patronais e do País, se reflectem com toda a força no vulgar cidadão, tanto no momento imediato como nos momentos futuros, que em nada deveria ser chamado à liça.
Não posso pôr em causa as razões que assistem aos trabalhadores da Carris, do Metro, da CP, dos STCP, da TAP e de outros, de lutarem pelos seus direitos, mesmo que, como é o caso, queiram ser mais e melhores que o resto da população, uma vez que, desta vez e nos casos dos dias de hoje, estarão em causa os vencimentos que o governo deste nosso País, mandou reduzir a todos os que são funcionários públicos. [Read more…]

parece-me um insulto à humanidade, este Ghadafi

a pessoa de Gaddafi é um insulto para a humanidade

O título deste ensaio não é brincadeira. O ditador da Líbia parece um fantoche! O seu povo ou as tribos do seu povo morrem à fome, e o ditador, fraco de inteligência para governar. Apenas sabe matar inimigos ou mandar estar perto de si, os seus apoiantes. No começo do seu reinado, quando governava em triunvirato, era o favorito das tribos da Líbia, mas ao ficar só com o poder, por causa dos seus compinchas saírem para outras missões no mundo muçulmano, entrincheirou-se num dos seus quartéis, com os seus mais fiéis apoiantes e carregado de armas para se defender, caso fosse atacado pelos seus antigos colegas que, finalmente, foram assassinados ( história narrada no ensaio precedente intitulado O perigo do próximo oriente). O triunvirato original derrubou o Rei Idris I, forçado a renunciar juntamente com o príncipe da Coroa Líbia, enquanto o seu colega do golpe de Estado desaparece. Logo após o golpe de estado, Al Magrabbi sai de cena e Gadhafi, como líder da revolução líbia, com a patente de coronel, toma o poder, substituindo o príncipe regente Ridah e o rei ausente (licenciado para fins médicos na Grécia e no Egipto), Ídris I, tio de Ridah.

[Read more…]

Um Poeta Sem Juízo e Um Presidente Ditador

.
BELMIRO DE AZEVEDO SEM PAPAS NA LÍNGUA
.
Numa entrevista à revista Visão, a sair hoje, quinta-feira, Belmiro de Azevedo ataca tudo e todos. Para ele, o poeta Alegre deveria ter juízo, coisa que se sabe que não tem, e o Presidente Cavaco é um ditador, coisa que alguns saberão melhor que outros.
Depois, é a descascar por aí fora. A ler.

.