O plantel dos 3 Grandes (2): os médios

Depois da análise aos que defendem, avanço para os do meio, os que não são nem carne, nem peixe. Aqui a análise complica porque as equipas jogam com esquemas diferentes e as posições são diferentes… mas aqui fica uma análise possível.
O Sporting e o Benfica jogam com 4 médios, em losango. O Porto joga com 3. Nos de Lisboa, 3 dos médios deverão também ser fortemente ofensivos. Um dos 3 do Porto também.
O antigo trinco, hoje o 6, do tipo box-to-box, pode ir do trauliteiro Petit ou Paulinho Santos ou Oceano… até ao Makekeke, por exemplo. O Porto apresenta o Fernando e a alternativa é desconhecida, sendo que o Meireles pode dar aí uma perninha. No Benfica há um internacional espanhol que quer mostrar serviço, mas ainda não convenceu – faltoso e perde muitas bolas. No Sporting teremos o Roca e em alternativa o Veloso. Não me parece que esteja aqui grande diferença entre as 3 equipas e ambas (as 3 eeheh) mal servidas. Nota 2 para todos. Se o Raúl Meireles se tornar um realmente box-to-box então, aí sim, teremos um grande jogador.
Os médios alas no esquema 4-3-3 terão que ser mais defensivos, enquanto no 4-4-2 poderão ser mais de cobertura ou não… Com o Paulo Bento os médias ala (posição 7 e 8 ) terão que ser posicionais – ele vai jogar com o Moutinho e o Veloso.

Com Jesus, o Di Maria e o Ramirez são muito extremos e pouco posicionais. Ou seja, o que parece ser uma táctica igual tem estratégias completamente diferentes.
Numa equipa que quer ganhar penso que faz mais sentido a opção de Jesus do que a do Paulo Bento. De igual modo penso que o Mountinho joga melhor no meio, a 10, do que nas linhas.
Nas alas as alternativas no Benfica serão escassas, mas não me parece que nos clubes rivais também possa haver mais opções.
Voltando ao Porto, depois do Fernando temos o Raúl Meireles e o Belluci. O Raúl transforma-se a cada dia que passa num enorme jogador e não tem igual no plantel dos 3 grandes.

O Belluci ou cresce…ou desaparece. É dos que encanta as bancadas e irrita o mister.
A posição 10, no Porto o Belluci, no Sporting o Matias e no Benfica o Aimar: creio que o Benfica leva vantagem porque tem o jogador mais experiente, mais adaptado e de maior qualidade.

As segundas linhas: no Sporting não existem. No Benfica temos o Carlos Martins. No Porto?
Assim, diria que na posição 6 temos nota 2 para todos. O Benfica é mais forte nas alas – nota 4 para as opções Di-Maria e Ramirez e nota 2 para o Sporting. Nota 4 para o Aimar e o Raúl Meireles e 3 para o Matias. No meio-campo o Benfica está mais forte do que a concorrência – 10 pontos. Porto com 6 e Sporting com 7.

Comments


  1. […] dos defesas e dos médios chega o momento de analisar o plantel dos três grandes na perspectiva dos que jogam mais à frente […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.