Mário Soares: não vamos ver isso nas eleições?

Mário Soares tem vindo a fazer frequentes declarações nos jornais o que não augura nada de bom. Na base das suas preocupações está o facto de que a maioria das pessoas em Portugal seria de esquerda pelo que não se entende que a direita possa ganhar as eleições do próximo dia 27.

Mas não é isso mesmo que se vai ver com as eleições? Se o país é ou não de esquerda, neste momento? Ou melhor, se a política seguida nestes quatro anos por Sócrates merece a concordância do pais?

Mário Soares promete que se a direita ganhar a esquerda deve ir para a rua manifestar-se. Eu também irei se a direita quizer desmantelar o Estado Social mas temo que o alfa e o ómega estão na capacidade de criar riqueza, regular uma economia social de mercado, sem o que, aí sim, o Estado Social não é suportável.

Os socialistas “sentaram-se” no Estado e nas grandes empresas públicas, em meia dúzia de grandes grupos económicos e esqueceram-se que o nosso tecido empresarial é basicamente constituído por 300 000 PMEs que representam 70% do emprego e 90% da riqueza criada.

O desemprego é por aqui que se ataca não é inundando os bancos de dinheiro que depois não chega à economia, como muita gente os avisou. Não se ataca o desemprego e o miserável crescimento económico com empresas em monopólio, ganhando rios de dinheiro que, na falta de concorrência, não são mais que impostos travestidos de lucros, pois pagamos os produtos e os serviços mais caros da Europa.

E, por último, José Sócrates por quem o país tem uma espécie de “comichão” sempre que o vê com as suas mentiras, os seus casos, a sua falta de credibilidade.

Pois é, Dr. Mário Soares , as regras do jogo são estas e não outras. O povo é quem mais ordena!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.