Avaliação – todos a querem mas não assim

O actual modelo de avaliação tem os dias contados, suspender o modelo e evitar a aplicação do estatuto da carreira docente é o primeiro objectivo.

Suspender o actual modelo e substitui-lo por outro, eis o que propõe o PSD, rever o Estatuto da Carreira Docente, abolindo a divisão entre titulares e não titulares.

O PCP tambem quer substituir e acabar com a actual avaliação, mas o que defende é que não se sabe embora se possa adivinhar, que tudo fique como dantes, quartel-general em Abrantes.

O CDS propõe um modelo centrado nas vertentes cientifica e pedagógica e baseado no modelo que é actualmente aplicado no ensino particular e cooperativo ( o que parece ser de muito bom senso…)

O BE é apologista de uma avaliação credível feita no interior das escolas e a partir do exterior, em que se assumam responsabilidades colectivas ( isto é , individualmente, ninguem é avaliado…)

Nós aqui no Aventar temos defendido que a avaliação se deve fazer a partir de objectivos fixados e negociados com o Ministério, desenvolvendo-se em cascata dentro da escola, por núcleos de disciplinas e individuos.

Comments

  1. Belina Moura says:

    Todos ditam leis mas quem as dita nunca deu aulas nas escolas básicas e secundárias, não é?Porque não nos perguntam a nós???