PSD: Uma vitória pobre, mas uma vitória

Repito o título do «post» de há 15 dias, quando analisei o resultado das Legislativas. O PSD ganhou as eleições. Perdeu votos, perdeu Câmaras, mas ganhou. Teve mais mandatos do que o PS e manteve a Associação Nacional de Municípios. É assim que se faz sempre a contabilidade e quem diz o contrário não é sério.
Apesar de tudo, foi uma vitória pobre, como digo no título. O PSD perdeu várias Câmaras importantes para o PS e, de relevante, apenas a conquista de Faro pelo surpreendente Macário Correia. Há também a salientar a conquista de Felgueiras, mas aqui mais pelo simbolismo do que pela importância da edilidade. Quanto ao resto, perdeu Lisboa, como se esperava (e era quase impossível ganhar), mas manteve a maioria absoluta do Porto.
Num balanço final (agora que se afiam as facas), Manuela Ferreira Leite poderá dizer que sai de cabeça werguida e que, das 3 eleições que disputou, ganhou 2. Por azar, perdeu a mais importante das três. E por azar também, não teve qualquer mérito na vitória de ontem, como dizia o imbatível Luis Filipe Menezes.
Podia ter sido pior…