É natural sermos desiguais…e é bom!

O nosso ADN é 99% igual ao dos nossos “primos” chimpanzés. É espantoso como o 1% que falta faz toda a diferença. Agora se pensarmos que este 1% é diferente nos milhões de seres humanos, tornando-os seres únicos, ninguem é igual a ninguem, percebemos que na verdade “é nos pormenores que está Deus” ! Nos pormenores que fazem a diferença.

Uma sociedade, que observe um certo número de condições, ter pessoas diferentes no que diz respeito à inteligência, à capacidade de trabalho, à propriedade, à riqueza, é uma sociedade vigorosa!

Primeiro, se uma sociedade cresce no seu todo, cria riqueza, é possível que todos vivam melhor, embora não igualmente.

Segundo, se uma sociedade é capaz de criar oportunidades iguais para todos, embora saibamos à partida, que nem todos as vão aproveitar da mesma maneira.

Terceiro, que todos tenham direito a uma vida digna, direito à saúde, à habitação, à cultura, embora alguns vivam em palacetes.

Se uma sociedade conseguir as condições descritas, não é ilegítimo, nem imoral que as pessoas possam fazer diferentes opções de vida, que as levarão a diferentes patamares de bem estar, de conhecimento, de cultura.

É esta diversidade que dá vigor à sociedade e que a torna competitiva, que a leva a procurar novos caminhos, novas formas de bem estar que, mais tarde ou mais cedo, todos usufruirão.

O problema está na ambição desmedida, na necessidade doentia de poder, na incapacidade de olhar os outros como seres diferentes, mas com a mesma dignidade.

E não há um nenhum sistema de organização da sociedade que, só por si, mude o Homem !

É por estas razões que a sociedade liberal é a que melhor responde àquela diferença, melhorada pelos apoios do Estado providência, da prestação de saúde universal, do acesso à Educação…

Imperfeita, injusta, mas a melhor de todas…

Comments

  1. Adão Cruz says:

    Caríssimo amigo Luis Moreira.
    Nada te pode levar a dizer que nos pormenores é que está Deus. É uma conjectura e uma concepção que vale o que vale. Nada há para além da razão. E ainda que não confies na razão-ciência e na ciência-razão por serem humanas, tens de te lembrar que elas são a verdade possível na fragilidade da mente humana. Ou elas ou mais nenhuma.
    Quanto à sociedade liberal, é apenas uma questão semântico-política. Dizeres que não há alternativas parece-me muito arriscado em termos de organização política futura. Pode vir o caos, mas também pode ser que floresça alguma coisa que seja mais perfeita e mais justa. A velha discussão entre a qual se mete um grande abraço.

  2. Luis Moreira says:

    Obrigado, Adão ! Mas aquele “Deus está nos pormenores” é mais ” o que diferencia, o que vale a pena, está nos pormenores”. Mas Adão, a vida para mim é ainda mais dificil sem Deus, posso parecer um gajo turbulento mas não sou nada disso, só falo alto. De resto, perturbo-me com o sofrimento alheio e na minha vida, já fui tramado por muita gente que me deve muitas coisas. Mas tambem não tenho dúvidas , tu és uma pessoa de bem e é isso que importa. Abraço amigo

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.