D. Afonso Henriques bateu na mãe?

Viriato era alentejano? D. João V viciado em sexo? Salazar caíu da cadeira? D Sancho II era impotente?

Por detrás de cada mito há sempre uma história, por trás de cada história há uma realidade nem sempre coincidente.  Os livros de História contam histórias verdadeiras?  Podemos confiar nas versões dos livros que afirmam desmistificar histórias e tomá-las por certas?

Em campos onde nem os especialistas se entendem, quem somos nós, leigos, para termos certezas? Pelo sim, pelo não, leia-se o livro “Histórias Rocambolescas da História de Portugal”, de João Ferreira, com as devidas cautelas. Algumas versões que ele hoje apresenta, desmentindo mitos, podem vir a ser negadas amanhã. Até nestas coisas da História os factos, como dizia alguém, estão longe de ser factuais.

Comments


  1. Já agora, e por falar em mitos, essa estátua vimaranense também é um, bom mito.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.