Eurostat: O desemprego em Portugal subiu para 10,8%

Pobreza

O primeiro-ministro, José Sócrates, bem se pode ufanar do crescimento de 1% do PIB no 1.º trimestre do ano. O propagandeado sucesso ficou dissipado por um fenómeno económico-social dramático: desemprego atinge novo recorde e chega aos 10,8%, segundo o jornal “i”.

Quando se estanca esta chaga social que, à luz das novas medidas acordadas entre PS e PSD, intensificará a miséria de ainda mais milhares de portugueses? O país real, que uns governam mal e a que outros pedem desculpa, é cenário de milhares de dramas em crescendo, amassados na indigência, na fome e na incapacidade de acesso a uma vida minimamente digna.

Pela evolução dos números, nem a OCDE acertará na previsão da taxa média de desemprego de 10,6% para 2010. A probabilidade de um valor superior é, de facto, elevada. Como dizem certos especialistas, o desemprego não pode ser visto simplesmente como uma estatística, “uma contagem de cadáveres”. A UE, os governos dos países e os partidos de oposição têm a obrigação de concertar e aplicar  medidas para contrariar tamanha calamidade social. Ou então, a coesão social, na Europa, é o que sempre pareceu: uma farsa.

 

Comments

  1. A coesão social tem sido apenas isso mesmo: uma farsa!
    http://ssru.wordpress.com/2010/05/26/a-verdade-conjugada-por-ssru/
    Mas a nossa crise não tem sido apenas económica. É sobretudo uma crise de valores que afecta todos os estratos da sociedade, todas as profissões, diferentes gerações e… não parece ter fim!
    Um dos maiores pilares de qualquer sociedade sempre foi a família e os laços que ligam os seus membros. Há quatro décadas que a instituição “família” sobre ataques e mutações que a destroem.
    No final, quando mais nada sobra, devíamos pelo menos ter uma família para nos ajudar e proteger, para abraçar.

  2. Carlos Fonseca says:

    Estou de acordo; o desemprego está entre os efeitos preversos de uma multifacetada crise.

  3. silva says:

    Para Os Trabalhadores da empresa casino estoril no final se fará justiça, reconhecendo a insustentabilidade de um despedimento oportunista promovido por uma empresa que, para além do incumprimento de diversas disposições legais, apresenta elevados lucros e que declara querer substituir os trabalhadores que despede por outros contratados em regime de outsoursing”.

    • Luís Moreira says:

      Essa empresa a quem o estado e a Câmara de Lisboa deu tudo e mais alguma coisa para abrirem mais um casino aqui no Parque das nações.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.