Megainvestimentos – a estratégia do confronto!

Hoje veio, pela enésima vez, o governo insistir no TGV de parceria com a Espanha para dar maior credibilidade á coisa.

Basicamente, a questão pode colocar-se assim. O governo está no meio de uma embrulhada e não sabe como sair dela, O que aí vem é bastante pior. A Alemanha, a rica Alemanha, ela própria, aperta o cinto para dar o exemplo e Teixeira dos Santos lá vai dizendo que se calhar é preciso mais cortes nas despesa e maiores aumentos de impostos.

Esta realidade dá cabo de qualquer governo, mas quer o PSD quer o Presidente da República tambem não estão interessados em governar, por isso, vão deixando “queimar em lume brando” Sócrates. Como pode aliviar Sócrates a pressão? Viajando como um caixeiro viajante a assinar negócios que já foram assinados há anos e mostrando ao país o enorme sucesso e, ao mesmo tempo, deixar “em ponto de não retorno” os grandes investimentos, mesmo que para isso condicione toda a futura governação.

É que, no momento, nem precisa de muito dinheiro para lançar os concursos, mas é ele que deixa as grandes decisões tomadas e vai pairar no país por mais uma década. Quer dizer, quem venha depois que pague, e se não quiserem assim, deitem o governo abaixo, desafia!

Em Marrocos, Sócrates informou o mundo imbecil, que estava ali para vender o TGV ao anfritião, enquanto a Espanha apresentava uma nova carruagem para o TGV muito inovadora. Quer dizer, no dizer de Sócrates, nós vendemos o “know how” do lançamento dos concursos ( os dossiers com as condições) e os Espanhóies, Alemães, Holandeses e Franceses vendem a tecnologia!

Mas a verdade é que Sócrates, bem à sua maneira não desarma, perante um Cavaco Silva titubeante e um Passos Coelho pouco ansioso para ter dores de cabeça. O país, entretanto, é que perde, com um governo que não governa e que só toma medidas que sabe que em nada concorrem para a saída da crise.

Os outros países há muito que têm políticas definidas e as implementam!

Comments

  1. António Soares says:

    …Resumindo,esses ,(nem sei que nomes chamar-lhes)nem procriam,nem saem de cima…será que t gv,quer dizer:temos governos vadios?Ou, temos gente vazia?!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.