Tá tudo parvo no PSD?

Se o tal de acordo com o FMI & Cia é o PEC IV, como asseguram Sócrates e assessores, expliquem-me muito bem explicadinho porque não anda o PSD aos pulos a gabar-se de ter votado contra?

É que se o castigo é o mesmo, os juros do FMI são mais baixos do que os “mercados” andavam a exigir. Ou seja: pagam os mesmos, os bancos em particular o BES sacam o mesmo, mas fica um bocadito mais barato.

Isto digo eu, que não percebo nada de finanças nem tenho nada a ver com os galhardetes entre partidos que vão a jogo com o mesmo programa. Mas tanta incompetência, mesmo nos meus adversários políticos, já irrita.

Comments


  1. Não dá pulos porque claramente esperava que a avaliação económica da troica fosse de tal modo que justificasse medidas muito piores. O termómetro afinal apontava para que a situação não era tão mau como se pensaria.

  2. Joao says:

    Comparar as medidas do troika com as medidas apresentadas no PEC IV é intelectualmente insultuoso. O primeiro visa a recuperação económica com medidas em grande escala, com ajuda financeira exterior. A prova de que era necessário a intervenção é o dinheiro que aí vem, de 78 mil milhões de euros. O segundo é um adiamento do pedido externo até Junho, com um medidas socialmente inaceitáveis – que aliás não constam nas medidas estipuladas no plano Troika -, visando um encaixe de mil milhões de euros. Negar o que foi supra referido, é negar a realidade, é dizer que a mentira Socrática é, afinal, verdade.


    • As “medidas da troika” e o PEC IV são a mesma coisa, não porque o sejam (sinceramente ainda não tive tempo para fazer essa análise) mas porque uma máquina de propaganda criou o facto de que o são.
      Fê-lo ao longo de semanas plantando falsas medidas nos jornais, fê-lo no intervalo de um jogo de futebol, e neste campo é imbatível.
      Não perceber que um facto político pode ser uma mentira mas não deixa de ser um facto, demonstra uma falta de jeito notável.

      • Joao says:

        Apenas digo:
        “Uma mentira dita cem vezes,torna-se verdade um dia” by Adolf Hitler

        Ou reagimos ou consentimos…

        A inteligência de cada um o dirá, no dia 5 de Junho.

  3. pedro says:

    Para esclarecimento …
    1 As medidas são financeiras são as mesmas … aumento do IVA, aumento directo e indirecto do IRS, aumento IMI, etc …
    2 O PEC IV não previa medidas para reformar o estado e aqui sim surge a diferença a verdadeira diferença, aquilo que nenhum partido teve coragem de fazer reforma da educação, da justiça e da administração, à terceira intervenção o FMI percebeu que se não ensinasse aos políticos portugueses o que fazer o mais provável seria ter de voltar novamente daqui a 20 anos
    3 Termino o meu comentário com um lamento. Lamento que Sr. engº Sócrates não seja tão bom a gerir como é a fazer política. A habilidade política deste homem é simplemente EXCEPCIONAL

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.