O Farsola: Bandex volta a atacar

Cada vez gosto mais dos Bandex. Era mesmo isto que nos faltava no comentário político, em vídeo, e musicado. Acabado de publicar. Ainda cheira a baba de caracol.

Comments

  1. Realista says:

    Na minha opinião – pese embora viver a milhares de quilômetros de Portugal e não ter por via disso simpatia ou cor partidária – entendo que e’ cedo de mais para começar já a descascar no PPC. Dar tempo ao tempo. Mas no’s portugueses por defeito genético queremos “ontem” o que deve ser só “hoje”. Quando investimos “hoje” num negocio queremos o retorno desse investimento “ontem”. Ora as coisas não funcionam assim. Os portugueses que vivem fora de Portugal sabem mais do Pais do que uma esmagadora maioria dos residentes nacionais. A saudade a isso nos empurra. Passos Coelho ou qualquer outro coelho ou galo que tomasse conta do Portugal – na situação catastrofica em que se encontra – não pode fazer milagres de um dia para o outro! Isso só acontece em Fátima. Imaginemos hipoteticamente a seguinte situação: Se estivermos perto de um braseiro intenso no’s pensamos que podemos “passar” pelas brasas usando táticas previamente estudadas.. Porem, quando estamos sobre o braseiro a conversa e’ outra.

    • MAGRIÇO says:

      Caro “Realista”, acho que não está a fazer jus ao seu pseudónimo! É uma fraqueza comum a quem – por vicissitudes económicas ou qualquer outra razão – escolheu a emigração como solução e vive longe deste país, pensar que sabe mais do convento do que estão cá dentro. Tenho muita família emigrada e este é um tema recorrente sempre que nos encontramos. Considere só este cenário: o país onde vive entrou em recessão porque os donos do dinheiro, na sua insaciável ganância, provocaram uma crise económica e o obrigam violentamente a contribuir para a solução de um problema de que não tem ponta de responsabilidade,.A sua opinião seria a mesma?
      Cumprimentos.

Trackbacks


  1. […] acabou. Os meus colegas PSD do Aventar que me perdoem, mas a partir de hoje não há perdão. O farsola, como muito bem lhe chamou Miguel Portas, tem de ser desmascarado porque, no fundo, é igual a […]