A mobilidade segundo Eduardo Catroga, o maratonista da economia portuguesa


Eduardo Catroga defende a mobilidade total. Um professor de Setúbal pode ser convidado a trabalhar nas Finanças no Porto.

Como o compreendo. Um homem habituado à mobilidade como ele, quer a solidariedade dos outros.

Vejamos: Eduardo Catroga tão depressa é presidente do Grupo Sapec (uma empresa que tem como maior accionista o grupo Luso Hispanic Investement, patrioticamente sediado no Luxemburgo); como vai a correr para vogal do Conselho de Administração da Nutrinveste (Compal, Frize, Nicola, Fula, Clarim, etc etc); acelera como membro do Conselho Geral e de Supervisão da EDP (percebem agora de onde veio a peregrina ideia de privatizar a Rede Eléctrica Nacional?) e ainda derrapa mas não cai na qualidade de membro não-executivo do Conselho de Administração do Banco Finantia (nunca ouviram falar? e na Sofinloc, sua subsidiária, especialista no crédito para que o povo tenha um carro novo? e na Sofinloc IFIC, o segundo maior agente de seguros em Portugal? e nas Ilhas Caimão onde o Finantia tem uma delegação para desviar mais uns milhões ao pagamento de impostos?). Nos momentos de ócio ainda recentemente encabeçou a lista vencedora nas eleições para o Conselho Leonino.

Tudo isto se compreende num homem que aufere uma reforma de 9693 euros, classe média, portanto.

Sigamos pois não o cherne mas o exemplo de quem ainda negoceia tudo e menos alguma coisa em nome do PSD, e é o candidato natural a ministro das Finanças num governo do Grupo Mello, cargo que já ocupou nos idos de Cavaco Silva, tendo sido o primeiro a colocar a dívida pública acima dos 60% do PIB. Isto é que é um político de primeira, carago.

Sobre João José Cardoso

Comments

  1. Alexandre Carvalho da Silveira says:

    Já terá ocorrido ao ilustre autor do post, sr João José Cardoso, que é por estas e por outras que só temos fulanos que não têm profissão a governar-nos? Pois é, se alguem tem competencia para desempenhar bem determinados cargos em empresas privadas, e lhes pagam para isso, e que se irá reflectir nas reformas que vierem a auferir, é apontado a dedo como se fosse um ladrão. Por isso os melhores, as elites ao nivel profissional, fogem da politica como o Diabo da Cruz. E depois ficam o Socrates, o Vara, e outros como eles. Não temos de que nos queixar.
    Cumprimentos
    ACS

    • Eu diria que é por sermos governados por gente dos grandes grupos económicos que estamos como estamos. Que estes são os pais das parcerias público-privadas e das privatizações que só nos custam dinheiro (vd a prenda que Catroga ofereceu ao BES) e só lhes aumentam os lucros. Eu diria que quem administra um banco destes acha que impostos é só para quem trabalha. E acrescentaria que quem aufere uma pensão destas, fruto de uma acumulação imoral, devia ter vergonha na cara.
      Mas não digo, porque não vale a pena.

  2. maria rodrigues says:

    O senhor Alexandre está tão certo no seu parecer!! Parece-me que se compadece com as criticas ao senhor ex.ministro!!!tadito do sr, dr. , provavelmente deve ser um enviado especial do sr, ex. ou então deve-lhe alguns “grandes favores” qual espada em punho o defende??? ou estarei enganada ou parece-me que agora temos o robin dos ricos….

  3. @ Alexandre, o homem que lhe recolhe o lixo quando você está metido no quente da cama tem mais valor do que qualquer Catroga que possa defender, e no entanto, paga impostos em Portugal e recebe uma miséria para o sacrifíco que faz, portanto, que tal deixar-se de defender gente corrupta que não faz mais do que enterrar este país com fuga a impostos e com uma chulice sem limites?

Trackbacks

  1. […] de PPC, a senilidade do ribatejano Catroga, um oportunista já denunciado no ‘Aventar’ pelo João José Cardoso; e sobretudo a incapacidade do conhecido economista falar claro e verdade. Nem sequer tem o cuidado […]

  2. […] tem mostrado possuir, nos seus quadros, exímios praticantes desta modalidade, com destaque para Eduardo Catroga e Fernando Nobre, atletas de recursos praticamente inesgotáveis que nunca desistem de uma jogada. […]

  3. […] O valor de Catroga no mercado nacional é um grande pintelho Posted on 10/01/2012 por João José Cardoso Diz Eduardo Catroga que tem seu valor no mercado. Ora deixa cá ver uns apontamentos… […]

  4. […] do ano da desgraça de 2011 o maratonista Eduardo Catroga falava assim: O economista Eduardo Catroga afirmou hoje que a negociação do programa de ajuda […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s