Más notícias para o BES (ou não)

Depois da lata de baixar o IVA do golfe (o desporto; não estamos a falar do carro) para 6% e das facilidades concedidas à Herdade da Comporta, duas benesses ao banco do ministro BES, hoje recebeu o Grupo Espírito Santo uma má notícia: «Portugal perde organização da Ryder Cup 2018 para a França».

É a vida. Mas o Estado continua a ser bom encosto: «BES pede financiamento de 1,25 mil milhões com garantia do Estado».

Não deixa de ser curioso como a aproximação de eleições acabou por recentrar o BES na agenda económica, algo bem patente com a repetida aparição pública de Manuel Pinho na última semana em diversos órgãos de comunicação social (RTP, TSF, Expresso). Coincidências? Sim, seguramente. Sem dúvida. Obviamente.

Comments

  1. RSGI says:

    É… más noticias é para nós todos que pagamos este ‘financiamentos’ com os nossos descontos, e depois quando precisarmos de reforma não temos nada… Aliás, nem Subsidio de Desemprego á velocidade a que este governo impõe restrições so seu acesso… Começo a pensar como os Finlandeses… Portugal é como um Buraco Negro: qualquer dinheiro que entre ou é absorvido pelo poder gravitaccional e converte-se em moleculas, ou passa para outra região do Universo, ou… qualquer outra coisa… Simplesmente desaparece…

  2. Maria jf says:

    Concordo plemamente. È como manteiga em focinho de cão, mas com uma diferença: não chega a cair pingo de gordura para o chão. Bem vistas as coisas, seria um desperdício!

  3. fernanda micaelo says:

    Concordo plenamente. Basta ver as condições da troca dos valores mobiliários pelas ações do Bes. O preço destas é a 1.80 e é pegar ou largar!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.